O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » Como a franqueadora pode gerenciar o território do franqueado?

Como a franqueadora pode gerenciar o território do franqueado?

Sumário

A exclusividade no território do franqueado pode fazer toda diferença no desempenho das unidades de uma franquia. Aqui explicaremos melhor este ponto sobre o modelo de franquia.

O franchising brasileiro estima que o faturamento do setor em 2022 foi de mais de R$ 200 bilhões. Ou seja, é um mercado bastante atrativo e, por isso, chama cada vez mais a atenção dos empreendedores.

Contudo, é importante conhecer bem sobre o formato. Por isso, para entender melhor o que é e como funciona, acompanhe as informações que reunimos a seguir.

Clique, conheça e compare FRANQUIAS LUCRATIVAS. Acesse!

Território da franquia na sua COF

O processo de formatação de uma franquia envolve várias decisões e ajustes que são necessários para que o negócio funcione no novo modelo. Um destes pontos é a questão do território.

Neste momento, a marca precisa pensar nas melhores soluções para ter unidades bem-sucedidas.

Assim, a empresa precisa avaliar a exclusividade territorial. Essa informação deve estar presente na Circular de Oferta de Franquia (COF) e no Contrato da Franquia.

Segundo a Lei de Franquias, em seu artigo 2º,  na COF deve ter as seguintes informações:

“XI – informações relativas à política de atuação territorial, devendo ser especificado:

a) se é garantida ao franqueado a exclusividade ou a preferência sobre determinado território de atuação e, neste caso, sob que condições;

b) se há possibilidade de o franqueado realizar vendas ou prestar serviços fora de seu território ou realizar exportações;

CURSO Guia Prático Sobre Franquias. Clique e confira o conteúdo completo sobre o franchising no Brasil, como investir e como faturar!

c) se há e quais são as regras de concorrência territorial entre unidades próprias e franqueadas.”

Ao optar por abrir uma nova unidade, o franqueado precisa estar ciente sobre a sua atuação e relação com outros franqueados.

Dessa forma, ao planejar transformar sua marca em franquia, você precisa considerar se garantirá ou não o território exclusivo ao franqueado.

Essa prática pode trazer uma série de vantagens tanto para a marca como um todo, quanto para as unidades e seus futuros franqueados.

O que significa exclusividade territorial da franquia?

A exclusividade territorial é uma forma da franqueadora garantir que apenas uma unidade da marca esteja presente em um determinado local.

Banner ProResultado consultoria. Clique e confira!

Ou seja, em uma região que já possui uma franquia, não será possível que outra unidade seja inaugurada.

Sendo assim, o franqueador saberá que terá a preferência sobre um determinado território. E claro, entenderá quais são os limites quanto à concorrência com as outras unidades da marca.

Essa restrição no território do franqueado é algo bem comum em redes de franquias. Porém, não é obrigatório, e pode acontecer por apenas um determinado período de tempo.

A marca deve repassar essas informações ao futuro franqueado com antecedência. Porém, não existe uma obrigatoriedade em manter essa exclusividade.

Isso porque, tudo irá depender da própria marca, suas estratégias de expansão e atuação no mercado. Mas é sempre bom lembrar que a prática contém certas vantagens e desvantagens para a franqueadora.

Banner Totall Marcas. Clique para conferir os serviços!

Portanto, caso a marca deseje estabelecer esses limites regionais, isso deve estar claro. A Lei de Franquias (nº 13.966/2019) prevê que todas as informações sejam repassadas ao futuro franqueado.

Para isso, tudo deve estar claro na COF e no próprio Contrato. O franqueado precisa estar ciente sobre a exclusividade territorial no momento do contrato.

Além disso, a empresa precisa ter muito cuidado para definir essa extensão territorial. Isso porque o processo pode impactar diretamente o crescimento da marca e de seus franqueados.

Logo, vários detalhes precisam ser avaliados para que haja menos riscos para o desenvolvimento da franquia. Continue com a gente e conheça melhor sobre este ponto das franquias.

Entenda o que a exclusividade territorial significa para o franqueador

Como mencionamos, manter a exclusividade no território do franqueado não é algo obrigatório. Sua escolha pode depender das estratégias da própria marca. Afinal, limitar a região de atuação de uma franquia pode influenciar diretamente no crescimento das unidades e da marca.

MJG SOLUÇÕES EM ENGENHARIA. Clique e saiba como contratar essa empresa conceituada!

Por isso, a escolha de adotar ou não esse posicionamento deve ser feita com muita cautela.

A primeira grande vantagem é que a franqueadora poderá ter mais controle sobre a própria concorrência de suas unidades.

Com isso, é possível ter mais disciplina para a rede de franquias, que terão suas áreas de atuação bem limitadas.

Dessa maneira, as chances de ter competição direta entre as unidades e até mesmo uma atuação desleal entre elas são menores.

Então, temos uma forma de evitar que os próprios franqueados se prejudiquem e interfiram no desenvolvimento da marca.

FOCO MARKETING. Clique e acesse para saber como faturar com o seu negócio fazendo ações de marketing!

Mas garantir um determinado território de atuação para cada franqueado pode trazer algumas desvantagens.

No caso de áreas muito extensas, o franqueado pode se acomodar. Não se preocupar com formas de melhorar os seus serviços e expandir o seu negócio.

Isso acontece porque, em um local muito amplo e sem concorrentes, os clientes não possuem outra opção de consumo daquela marca.

Ou seja, o franqueado pode não se esforçar muito por saber que os clientes não possuem outra unidade para frequentar.

Portanto, para o franqueador pode ser uma prática benéfica ou não. Tudo irá depender dos planos de crescimento, da extensão territorial definida e das relações com os franqueados.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA DOTS HUNTERS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Vale lembrar que não é uma decisão imutável. Ou seja, existem franquias que ampliam o espaço de um franqueado, caso ele demonstre um trabalho de excelência.

Do mesmo modo, pode haver negociação entre as partes para aumento da área ou, caso não haja exclusividade, passe a ter.

Quais os efeitos para o franqueado?

Já para o franqueado, a exclusividade territorial pode trazer ainda mais segurança na hora de conduzir uma unidade franqueada.

Pois, com isso, ele saberá que não terá concorrentes e poderá dominar o segmento naquele local.

Os franqueados podem encontrar várias vantagens da exclusividade territorial.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA SULTS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Assim, sem outras unidades por perto, o franqueado saberá que é a única opção da marca no local. Com isso, suas chances de manter os clientes por perto são maiores.

Porém, é sempre importante manter uma boa qualidade de atendimento para que a fidelização seja garantida.

E, claro, com a exclusividade no território do franqueado, os lucros da unidade também podem ser maiores.

Afinal, por ser a única opção, a unidade tende a atrair todos os possíveis clientes e seus ganhos podem ser acima da média.

Então, o mercado não estará saturado e o franqueado garante ainda mais destaque. Alinhando assim a uma boa administração, mantendo o padrão de qualidade da marca e criando uma relação positiva com os clientes.

Como gerenciar o território do franqueado?

O primeiro passo necessário para determinar o território do franqueado é fazer um bom estudo de geomarketing. Com isso, é possível entender os melhores locais para instalação e gerenciar o território de cada unidade.

Em seguida, é preciso definir se haverá a exclusividade e como ela será. Isso varia de acordo até com o tipo de negócio. Uma franquia de venda online tem uma maneira de segmentar sua atuação.

Por outro lado, se for uma loja física, tem outra maneira de delimitar o território. Inclusive, se for um negócio em que o franqueado busque o cliente, em uma venda ativa, a delimitação deve ocorrer de uma outra forma.

Nesse momento, é possível que o franqueado seja o único a atuar em uma determinada região. Ou então que também tenha preferência para comandar novas unidades naquele local.

Mas seja qual for o caso, é preciso haver muitas pesquisas e consultas para que as melhores decisões sejam tomadas. Levando em consideração o público do lugar e o mercado da região.

A marca também precisa se atentar às suas próprias estratégias e considerar o que seria melhor para seus objetivos.

Assim, com as unidades em funcionamento, é preciso monitorar os desempenhos, mantendo um diálogo aberto com os franqueados. Dessa forma, tentar entender como a exclusividade está sendo interessante na prática.

Logo, caso haja a necessidade de alteração e ambas as partes, franqueadora e franqueado, estejam de acordo, é possível ter alterações na cláusula de território.

Este ponto de gestão territorial de uma franquia faz parte do curso Franquias Sem Cilada, no qual você acessa as aulas clicando aqui.

Regras de exclusividade devem ser planejadas na formatação da franquia!

Como foi possível notar ao longo do texto, a exclusividade de território do franqueado traz vantagens e desvantagens para a franquia. Isso deve ser planejado durante a formatação da franquia.

Por isso, optar ou não pela limitação e até decidir como irá funcionar exige todo preparo. Além disso, existem maneiras de fazer esta restrição que podem variar de acordo com os objetivos da rede.

Nesse sentido, pode ser dado ao franqueado apenas uma preferência em um determinado território. Ou ainda, exclusividade total bem como sem território previamente definido.

Sendo assim, como todo o processo de formatação de uma franquia, escolher pela exclusividade territorial exige um planejamento completo.

E para que tudo funcione perfeitamente, a marca precisa contar com uma equipe experiente envolvida nesse planejamento.

É por isso que uma consultoria de formatação de franquia é ideal para empresas que desejam adotar esse novo formato de atuação.

Dessa forma, com a ajuda de uma empresa especializada pode ser mais fácil ou eficiente esta definição. Lembrando que o processo de formatação deve ser bem feito para que resulte em um negócio atrativo.

Enfim, esta definição de território exige pesquisa, avaliação do tipo de negócio e objetivos. Assim, a marca terá um direcionamento mais efetivo para aquilo que busca. Logo, faça a sua pesquisa e boa sorte!

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje