Franquia de roupas íntimas baratas: 5 dicas para investir

Publicado em
peças de franquia de roupas íntimas baratas

Encontrar uma franquia de roupas íntimas baratas não é uma tarefa muito fácil. Porém, com um bom estudo de investimento e pesquisa mais elaborada, é possível encontrar aquele investimento que melhor se encaixa a sua condição financeira. 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cinco em cada 100 franquias fecham antes de completar dois anos. Esse número mostra o quão baixo é o risco de investir nesse modelo de negócio. 

E isso tem reflexo também em quem deseja investir no segmento de moda. Por mais que pareça tentador abrir um negócio do zero, talvez a melhor solução seja aproveitar o know how de uma marca conhecida para colher bons frutos. 

Uma das vertentes que mais crescem dentro da moda, está ligado ao varejo de roupas íntimas. A cada ano são produzidos mais e mais peças, o que vem atraindo os investidores de diferentes perfis para apostarem em franquias de lingerie.

Para mostrar como é vantajoso entrar nesse setor e de que forma encontrar um modelo barato para o seu padrão financeiro, preparamos o texto a seguir com dicas e informações sobre como começar a investir em franquias de roupas íntimas baratas. Acompanhe! 

Por que investir em franquia de roupas íntimas baratas?

O mercado de roupas íntimas vem crescendo a cada ano, como foi apontado pelo relatório do Inteligência de Mercado (IEMI). De acordo com eles, entre os anos de 2014 e 2018 o número de sutiãs e calcinhas comercializados cresceu mais de 9%.

Isso equivale a produção de, aproximadamente, 880 milhões de unidades vendidas anualmente. Além disso, segundo o estudo sobre as perspectivas do mercado para o futuro, o Brasil já ultrapassou a marca de 1,5 bilhão de peças negociadas. 

Esses dados vão de encontro com a expectativa traçada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo(Fiesp). Nos próximos anos, é esperado que o mercado avança em média 3,1% e chegue a um acumulado de 7% no seu crescimento. 

O setor é tão promissor, que o mesmo levantamento estima que entre 2018 e 2021 serão fabricadas mais 6,6 bilhões de peças para todos os tipos de vestuários. O impacto desse estudo reflete também no número de franquias que atuam com moda. 

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) detectou em seu levantamento sobre o mercado em 2019, um aumento de 5,7% no faturamento médio das franquias ligadas ao setor. Além de um crescimento de quase 2%.

Quais as vantagens de abrir uma franquia de moda íntima?

mulher escolhendo lingerie ilustrativo franquia de roupas íntimas baratas
As peças íntimas precisam de um requisito para ser bem visto pelos consumidores

Trabalhar com moda é a chance de propiciar a seus clientes uma relação mais próxima e duradoura. Principalmente por se tratar de um nicho onde o conforto e a qualidade são essenciais para o sucesso de um produto. 

Mais que uma blusa, uma calça, um vestido, por exemplo, as peças íntimas precisam seguir uma série de requisitos para cair nas graças dos consumidores. Ela não pode marcar na roupa, não pode ter um tecido ruim para transpiração, deve ajustar ao corpo de quem compra, entre outras preferências. 

Claro que essas exigências mudam conforme o consumidor. Ainda assim, o conforto é algo bastante visado. Afinal, quem quer uma roupa que aperte e incomode durante o dia?

Por ter um público mais exigente, trabalhar nesse setor é a chance que o investidor tem de receber o feedback sobre o produto que comercializa. Entender quais as reclamações e elogios para repassar a franqueadora. 

Esse é o tipo de informação de suma importância e muito valiosa para a marca. É a partir desse retorno, que podem ser traçadas micro coleções para atender as necessidades gerais dos clientes e assim, manter o movimento e o faturamento das unidades. 

Além disso, diferente de outros nichos, quem trabalha diretamente com moda íntima não precisa se preocupar com o tamanho do vestuário que seu consumidor usa. Geralmente, as grandes marcas já produzem peças que atendem os considerados plus size. 

Dessa forma, são minimizadas as chances de exclusão dessa parcela da população. AO mesmo tempo, se aumenta a rentabilidade do negócio, se comparado a outros setores do mercado que não atendem todos os tamanhos de corpos. 

O perfil ideal para ser um bom franqueado?

Para ser considerado um bom candidato e conseguir abrir uma franquia de roupas íntimas baratas, é preciso estar alinhados com alguns requisitos que fazem parte de quase toda marca do segmento. 

O primeiro passo é saber se comportar administrativamente, ou seja, ter o bom senso de organização, ser proativo e ter determinação para alcançar o sucesso com a unidade. Mas para que isso aconteça é preciso estar na linha de frente das vendas.

Ao atuar dessa forma, além de conhecer o público e entender suas necessidades como apontamos acima sobre os benefícios dessa ação, ele conseguirá entender melhor o mercado em que atua e traçar ações que o diferem dos concorrentes. 

Dessa forma, as franqueadoras esperam que seus empreendedores sejam pessoas disciplinadas e comprometidas. Em síntese, que ele participe dos treinamentos e atividades que visam aprimorar as unidades da rede e assim, alcançar os resultados esperados. 

Outro ponto importante de observar é a organização. Este é um quesito fundamental para qualquer tipo de empreendimento, principalmente quando falamos de gerenciamento de estoque.

A armazenagem e a compra de produtos desnecessários são fatores que podem levar um negócio à falência. 

Um lote de produtos que fica parado na loja é igual a dinheiro estacionado, o que sifnifica menos potencial de investimento em peças que realmente são vendidas e menor espaço de armazenamento.

Porém, a organização vai além desse tópico. Ela serve para o controle de contas, fechamento de caixa, dados sobre as vendas etc.  

Qual o valor médio de uma franquia de lingerie?

Uma dos grandes benefícios de atuar no meio da moda, é que ela não segue uma sazonalidade, como alguns nichos do mercado.  

Com novas peças sempre à disposição dos consumidores, fica fácil para o empreendedor agregar valor a sua loja e proporcionar uma experiência diferente para seus clientes.

Para abrir uma franquia de roupas, usando como base os principais franqueadores do segmento, o valor médio de uma unidade é de R$ 272 mil. Por isso cabe ao investidor conhecer bem a sua condição financeira antes de iniciar o investimento. 

Caso esse valor seja considerado muito alto para você, não se preocupe. Vamos mostrar no decorrer, exemplos de franquia baratas de roupas íntimas. Cujo seu valor inicial é bem inferior à média que apresentamos. 

Porém, algumas coisas não tem como fugir. No caso das lojas físicas é preciso ficar atento a estrutura do local, o valor do aluguel e o tipo de público que frequenta a região escolhida.

Outro ponto que deve ser observado são as taxas mensais que cada franqueadora cobra. São elas:

Taxa de franquia

Correspondente à concessão do uso da marca pelo franqueado, a taxa de franquia é cobrada apenas uma vez, no ato de assinatura do contrato. 

Ao quitar esse valor, o empreendedor passa a ter o direito de explorar a marca que foi contratada. 

Além disso, com esse valor pago, o empresário tem acesso aos treinamentos e suportes que o ajudaram a seguir o modelo de negócio da franqueadora.

Uma das vantagens de investir na franquia é a possibilidade de abrir um empreendimento com a cartilha certa para chegar ao sucesso financeiro. 

Royalties

O royalty é o valor que permite o empreendedor de continuar explorando comercialmente a marca para oferecer os produtos ou serviços por ela proposto. Além de servir como manutenção do direito ao suporte, treinamento e auxílio jurídico.

Para evitar confusões, a taxa de franquia é a que permite começar a usar, enquanto essa é quem mantém o direito.

aulas online franquias home based
O pagamento de royalties também garante acesso aos treinamentos atualizados da marca de franquia.

Por outro lado, essa quantia pode ser cobrada de duas formas. Ela pode ser fixa e sem modificação durante a validade do contrato, ou ser equivalente a uma porcentagem de acordo com o faturamento bruto da unidade.

Para saber mais sobre como a taxa de royalties ajuda o seu empreendimento, acesse esse vídeo!

Taxa de propaganda

A taxa de propaganda tem como objetivo de manter a padronização e imagem institucional da marca. Todas as  marcas fazem a cobrança dessa quantia. E o dinheiro arrecadado por meio dessa cobrança é reservado para a criação de peças e ações de marketing. 

Esse é um importante controle, pois a imagem da empresa é responsável por atrair ou não o seu público alvo. Dessa forma, para preservar o que é estudado há anos, é importante o franqueado respeitar e não fazer alterações sem a aprovação da marca.

Da mesma forma que os Royalties, a cobrança também pode ser fixa ou percentual. Vale lembrar que o valor depende do tipo de unidade contratada.

5 dicas para começar a investir em franquia de roupas íntimas baratas

Para investir em uma franquia de roupas íntimas é preciso conhecer qual o seu perfil de empreendedor, sua capacidade financeira e como a franqueadora pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos. 

A seguir, vamos apresentar cinco dicas para que você possa se preparar e escolher a marca que melhor se encaixa ao seu objetivo como investidor. 

1. Defina seus pontos fortes e fracos

Antes de começar a pensar em investir em alguma franquia, independente do segmento que irá atuar, é importante que o empresário conheça todos os seus pontos fortes e fracos. Por causa dessa auto análise, ele conseguirá evoluir como gestor e administrador. 

Em suma, para que um empreendimento não comece a gerar prejuízo e seja um fiasco, é preciso que o investidor conheça suas melhores habilidades. Para aí sim, encontrar qual marca melhor se encaixa ao seu perfil. 

Sob o mesmo ponto de vista, encontre o que precisa ser melhorado e estude para que eles possam ser aprimorados. Autoconfiança, equilíbrio emocional, análise crítica, polivalência, liderança, persuasão, resiliência etc, são exemplos do que pode ser analisado. 

Importante que nenhum investidor seja vaidoso a ponto de não aceitar que existem pessoas que podem saber ou ter características mais afloradas que ele. Para ser bom, é preciso ouvir e aprender com quem pode nos ensinar algo.

2. Conheça a franquia

A próxima dica antes de investir em uma franquia de roupas íntimas baratas, é saber em qual marca apostar. Por isso, é importante que seja feita uma pesquisa sólida e bem aprofundada sobre a empresa. 

Busque a comparação com suas concorrentes, descubra quais os diferenciais e veja se os requisitos para se tornar um franqueado está de acordo ou não com o que você pode oferecer. 

Ao mesmo tempo, veja os benefícios que a marca propõem, como suporte e treinamento e materiais didáticos sobre o negócio. 

Uma forma de descobrir como atua a franqueadora que você deseja investir, é entrando em contato com os atuais e antigos empreendedores da marca. Faça perguntas importantes e descubra como é/era o dia a dia deles. 

Também descubra se tempo para o retorno do investimento vai de acordo com a proposta apresentada. Vale descobrir também como os consumidores em geral enxergam a marca e como é a relação entre as duas partes. 

A princípio, as informações importantes para que você faça essa pesquisa estão na Circular de Oferta de Franquia (COF). Um documento montado pela franqueadora e que visa apresentar as condições de negócio, além dos deveres dos envolvidos.

3. Análise a Circular de Oferta de Franquia(COF)

A COF, como apontamos na dica anterior, é o documento mais importante depois do contrato de franquia. 

imagem contrato ilustrativa circular de oferta de franquia
A COF e o contrato de franquia são diferentes. Tenha atenção a isso.

É graças a ele, que o empresário consegue ter acesso as informações como o histórico da marca, os rendimentos esperados, dados referentes aos novos ou antigos franqueados e se há alguma pendência jurídica. Além dos valores e taxas cobrados etc.

 Um conselho importante na hora de estudar a circular é procurar um advogado que atue na área. Ele irá ajudar a esclarecer algumas dúvidas que cabem a ele e checar a veracidade do que foi apresentado junto ao Instituto Nacional da Produção Industrial (INPI).

A Lei de Franchising só permite que o documento seja assinado após 10 dias que foi entregue ao investidor. Caso essa ação não respeite o prazo mínimo, o contrato perde a validade. 

Para conhecer melhor a COF, acesse um vídeo completo sobre o assunto clicando aqui.

4. Estude o investimento necessário

Como vimos anteriormente no texto, as taxas cobradas pela franqueadora garantem ao investidor o direito de comercializar um produto ou serviço referente a uma determinada marca. 

Mas para que elas não peguem o investidor de surpresa, é preciso que elas sejam muito bem estudadas e analisadas antes da assinatura do contrato. Após firmar o acordo, será muito difícil negociar os parâmetros financeiros com a marca.

Vale ressaltar que essas cobranças são desenvolvidas de acordo com o que a franqueadora pode oferecer para o empreendedor. Como a qualidade do suporte, treinamento e os materiais que ela disponibiliza para manter o seu modelo de negócio sempre atualizado. 

Além claro, do valor de mercado que o know how, responsável por colocar a empresa em um bom ritmo de crescimento, tem para a empresa. Vale lembrar que toda empresa surgiu do zero e passou por todas as etapas de provação. 

5. Escolha o modelo de negócio

Por fim, mas não menos importante. A próxima dica é sobre escolher em qual tipo de unidade o investidor melhor se encaixa financeiramente e administrativamente. 

Quase todas as franqueadoras trabalham com um ou mais modelos de negócio. Podem ser unidades físicas como lojas, quiosques e containers em centros comerciais ou ruas de grande movimento. 

Para aqueles que acham um investimento muito alto, também há as que utilizam o formato home office para atrair empresários. Nesse modelo, não é preciso espaço grande e nem um quadro de funcionários. Da sua casa mesmo é possível realizar as vendas. 

Para aqueles que vão atuar com unidades físicas é preciso ficar atento a seguinte orientação: O valor do aluguel de uma loja ou espaço não pode ser superior a 11% do faturamento bruto. Caso contrário, há boas chances do seu negócio não conseguir se sustentar. 

Para te ajudar na escolha do melhor modelo de negócio ao seu perfil, apresentamos abaixo algumas opções de franquia de lingerie.

Na hora de investir, lembre-se de pesquisar bem sobre a marca de roupa íntima! Assim, você vai descobrir se ela é realmente a melhor para o seu perfil.

Sensual Moda Íntima

A Sensual Moda Íntima é uma franquia de lingerie que nasceu no Sul do Brasil há 10 anos. Em seu catálogo, estão lingeries, pijamas e acessórios voltados exclusivamente para o público feminino.

Também fazem parte do catálogo da empresa algumas opções para o público feminino infantil. A marca destaca que o mercado de roupa íntima não sofre com a sazonalidade, e isso é bastante atrativo ao empreendedor.  O investimento total é de R$ 140 mil.

Mardelle 

A Mardelle é uma marca que surgiu em Minas Gerais e oferece para seus clientes produtos de extrema qualidade e com tecnologia que a transformaram em uma das referências do mercado. 

Ela trabalha com cinco linhas de produtos fabricados pela própria marca ou por meio de fornecedores que auxiliam nesse processo de confecção há mais de 20 anos. 

Com investimento inicial é a partir de R$ 135 mil. Conheça mais sobre o modelo de negócio no vídeo a seguir. 

Outlet Lingerie

A grande vantagem da marca Outlet Lingerie é trabalhar com produtos a preço mais em conta do que o habitual. 

O consumidor pode encontrar descontos de até 70%. Apesar de não ter uma linha de produtos próprias, a empresa oferece produtos de diversas fabricantes. 

Essa franquia de lingerie foi criada em 2011, mas já atuava com lojas próprias desde 2008. As pessoas disponíveis nas lojas são masculinas e femininas, de mais de 20 marcas. 

Assim, o usuário também encontra variedade de estilos e tamanhos na franquia. As lojas recebem novidades todas as semanas.

O investimento inicial necessário para abrir uma Outlet Lingerie é de R$ 235 mil e o retorno de valores acontece em um período entre 24 a 36 meses.

Intimissimi

Já a Intimissimi é uma franquia de lingerie que tem investimento inicial de R$ 480 mil. O retorno do investimento acontece entre 24 a 36 meses, o que é uma média comum neste tipo de negócio.

As lojas da Intimissi têm área entre 45 m² a 55 m² e mais comumente instaladas em shoppings. A empresa busca por empreendedores que desejam um negócio de espírito jovem.

Hoje, a marca tem mais de 1.315 lojas espalhadas por 32 países. Seus produtos atendem ao público feminino e masculino. São calcinhas, sutiãs, cuecas, camisetas e pijamas. Também há peças de vestuário feminino, principalmente em seda.

Como vimos ao longo do texto, investir em uma franquia, de modo geral, é algo que precisa bastante cuidado e estudo. Porém, apostar no segmento de moda pode ser um bom passo para quem deseja iniciar sua vida de empreendedor.

Além de ser um mercado em constante crescimento, com números positivos já durante um período e com coleções saindo com frequência, o investidor consegue obter lucro e manter a rentabilidade prevista no seu contrato.

Mas para que isso aconteça, é preciso estudar bem seus pontos positivos e negativos, encontrar uma marca que se encaixe com sua capacidade de investimento e analisar bem a COF.

Para saber mais sobre franquias de lojas de roupas, além da moda íntima, confira o texto: Como abrir franquia loja de roupa? Veja o passo a passo

Tem interesse em investir em um negócio, mas ainda não tem a certeza de que a moda íntima é o “seu setor”? Então, acompanhe o ebook abaixo e descubra como escolher a melhor franquia para você! Basta clicar no banner.

ebook em qual franquia investir

Gostou e quer saber mais sobre como encontrar uma franquia de roupas íntimas baratas? Assine nossa newsletter e descubra as novidades e as marcas desse mercado.

*Informações publicadas em Agosto/2020. Os preços das franquias podem sofrer atualizações. Informe-se com a franqueadora da marca.