Qual o melhor ramo para empreender? Veja como escolher o ideal para você

Por
em
Imagem de uma mulher colando um papel em um vidro. Imagem ilustrativa texto ramo para empreender.
Advertisement

Em certos momentos pode ser difícil para o empreendedor decidir qual o melhor ramo para empreender. O mercado é amplo e, sendo assim, separamos neste conteúdo algumas dicas para lhe orientar.

Segundo o Sebrae, em dezembro de 2020, as estatísticas apontavam cerca de 11.316.853 microempreendedores individuais registrados, representando um crescimento de 13,23% em relação a 2019.

Em outras palavras, muitas pessoas resolveram iniciar o próprio negócio, seja por opção ou por necessidade. Logo, se você também deseja fazer parte desse número, separamos algumas dicas de como escolher o melhor ramo para empreender.

Como escolher o ramo para empreender?

O melhor ramo para empreender parte de uma escolha pessoal ligada ao próprio empreender, além de uma análise da Economia bem como do mercado.

Nesse sentido, o empreender deve tentar entender alguns aspectos que contribuem para a escolha do melhor negócio para investir. Veja alguns deles a seguir.

Entenda seu perfil empreendedor

Em um primeiro momento, antes de decidir em qual ramo para empreender, o empreendedor deve fazer uma autoanálise.

Ele deve entender as habilidades que possui, e como elas podem influenciar em um novo negócio.

Nesse sentido, buscar empreendimentos que se adéquem às suas características pessoais, bem como o momento de vida e expectativas.

Por exemplo, pessoas que lidam melhor com o público devem buscar negócios de vendas diretas. Por outro lado, pessoas mais tímido podem ter dificuldade para atender os clientes mais diretamente.

Da mesma forma, existem empreendedores mais arrojados, que gostam de correr riscos, bem como aqueles mais conservadores. Tais conjuntos de características podem indicar o melhor ramo para empreender.

Escolha algo que você quer fazer

Advertisement

Imagine ter que acordar cedo, trabalhar até tarde, nos finais de semana e feriados, com algo que você não gosta de fazer. Lhe parece ruim, certo?

É por isso que o empreendedor deve pensar com cuidado na hora de escolher o ramo para empreender. Ele deve ter uma ligação, gostar de fazer aquilo que o negócio irá exigir.

Vemos três empresários (dois homens e duas mulheres) reunidos em uma mesa de escritório para uma reunião (imagem ilustrativa). Texto: ramo para empreender.
Analise bem o seu perfil e o mercado antes de decidir onde empreender.

Por exemplo, existem pessoas que não gostam de cozinhar, seja por falta de talento ou paciência. Como ela pode iniciar um negócio no mercado de Alimentação? Fica complicado!

Sendo assim, o empreendedor deve buscar mercados e modelos de negócios que lhe atraiam, que proporcionem um sentimento de satisfação para o trabalho do dia a dia.

Analise seu mercado local

Depois de analisar todos estes aspectos internos ao empreendedor, ele deve passar para próximo passo: a análise do mercado local.

O processo de escolha do melhor ramo para empreender passa também pela procura de boas oportunidades no mercado, seja devido à lacunas ou o momento econômico.

Portanto, analisar o mercado local e entender quais tipos de negócios podem ser mais frutíferos neste ambiente será um passo fundamental.

Da mesma forma, se o empreendimento que combina com o seu perfil possui muitos concorrentes na região, se eles são fortes ou não, também é algo a ser considerar.

Além disso, observe se o mercado como um todo está em crescimento, ou se é um tipo de negócio que está começando a cair em desuso.

Se planeje

Como qualquer projeto de vida, um novo negócio exige planejamento. Seja na parte financeira, na parte de logística ou em relação ao impacto que isso terá na sua vida.

Sendo assim, trace metas e objetivos para o seu negócio. Ou seja, estabeleça um caminho a ser trilhado no desenvolvimento do negócio.

Ter este planejamento ajuda a entender se o negócio está prosperando, ou se precisa de uma reorganização ou correção de rota.

Dessa forma, o empreendedor consegue visualizar aonde quer chegar com o seu empreendimento.

Uma dica importante é definir metas alcançáveis e que não sejam muito rígidas. É mais fácil cair quando se tenta dar um passo maior do que as pernas.

Por outro lado, traçando um caminho sólido, subindo pequenos degraus por vez, permite chegar ao topo de forma mais eficiente.

Uma forma segura de empreender é por meio de franquias. Vamos falar um pouco sobre elas no próximo tópico. Mas antes, clique no banner abaixo e saiba se chegou a sua hora de empreender!

E-book "Chegou a sua hora de empreender?"

Franquia pode ser melhor negócio para abrir!

Assim que o empreendedor decide o melhor ramo para empreender, ele precisa analisar diversos aspectos dos já quais falamos.

Além disso, uma forma mais simples de iniciar um negócio é por meio de franquias. Este modelo possui uma estrutura e operação já preestabelecidos.

Nesse sentido, o empreendedor investe em um negócio maturado, com produtos e serviços testados e aprovados pelo público.

O formato de franquia é como se o empreendedor investisse em uma cópia de uma empresa, oferecendo os mesmos serviços ou produtos que a “empresa mãe”.

Este modelo é uma boa opção não só por já estar estruturado e possuir um know-how, mas também por ser mais simples. Isso porque o empreendedor recebe um padrão a seguir e um modo de fazer simplificado.

Da mesma forma, o modelo é vantajoso pois o franqueado conta com diversos suportes da franqueadora. Por exemplo, treinamentos e manuais para entender a operação e o mercado no qual irá atuar.

Por fim, o empreendedor inicia o negócio sabendo os custos de implantação e de manutenção da franquia. Valores repassados na Circular de Oferta de Franquia (COF).

Na COF, ele também identifica os demais suportes que terá da franqueadora, como auxílio na gestão, apoio para questões jurídicas e para o trabalho de marketing.

Saiba mais sobre este modelo de negócio no vídeo que separamos para você logo abaixo.

7 negócios para abrir no ramo que você escolher para empreender

Conforme falamos, o modelo de franquia é interessante, mais simples e seguro para investir.

O mercado de franchising é amplo, com diversos ramos para empreender, voltados para diferentes tipos de negócios e perfis de empreendedores.

Sendo assim, trouxemos algumas redes de franquias em variados mercados e nichos para você conhecer um pouco mais.

1. Acquazero

A franquia Acquazero é a maior rede de estética automotiva do Brasil e oferece diversos serviços de limpeza e cuidados para o carro.

O mercado de serviços automotivos é um bom ramo para empreender, tendo em vista a grande quantidade de veículos em circulação no Brasil.

Além disso, a Acquazero possui um diferencial que são seus serviços ecologicamente sustentáveis, que já foram destaque em matéria na revista eletrônica SEGS.

O carro-chefe da franquia é a limpeza ecológica, método que utiliza apenas 300 ml de água para limpar o carro por fora. E ainda, usa produtos de limpeza biodegradáveis.

Outro diferencial da franquia é ser um negócio enxuto, com poucos gastos em seus três modelos home office. Dessa forma, o franqueado tem menos custos de manutenção.

Além disso, o franqueado conta com treinamentos diversos para oferecer os serviços da Acquazero. E melhor, os treinamentos ficam disponíveis para o empreendedor assistir sempre que quiser.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 22.820 mil
  • Faturamento médio mensal: até R$ 70 mil
  • Prazo de retorno: de 3 a 24 meses

2. Quisto

No mercado de seguros, a franquia Quisto é uma rede para o empreendedor que deseja atuar em uma corretora de seguros.

A franquia apresenta um variado leque de opções de contratos para oferecer aos clientes, com mais de 90 tipos de soluções em seguros.

A rede é parceira das maiores seguradoras do mundo, o que permite ao franqueado trabalhar em um negócio sólido e lucrativo.

Vemos que duas pessoas têm sobre uma mesa de madeira alguns documentos, celulares, chaves e duas miniaturas de casas (imagem ilustrativa). Texto: ramo para empreender.
A Quisto possui um amplo catálogo de produtos, como seguros residenciais.

Além disso, segundo o diretor da Quisto, Henrique Mol, ainda há um grande espaço a ser explorado no mercado. Muitos brasileiros ainda não possuem previdência privada ou seguro automobilístico, por exemplo.

Entre os diversos produtos da Quisto estão empréstimos consignados, financiamento de imóveis, seguros de vida e residencial, entre outros.

Um diferencial da rede é o seu software exclusivo que realiza mais de 20 cotações para um mesmo contrato. Com isso, o franqueado consegue oferecer mais opções aos clientes e, assim, fechar negócio com facilidade.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 21 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
  • Prazo de retorno: de 6 e 18 meses

3. Cream Berry

A Cream Berry é uma franquia que atua no ramo alimentício com a venda de açaí. A rede, que nasceu em Varginha (MG,) conta com uma receita exclusiva deste produto tipicamente brasileiro.

O comércio de açaí tem chamado a atenção de vários empreendedores por ser um produto com um amplo público consumidor.

Por conta disso, o mercado se tornou visado, e as franquias devem estar atentas às novas tendências.

Por exemplo, segundo o franqueado da Cream Berry, Tiago Junji, a marca tem inovado o seu cardápio para acompanhar o mercado. Ele também destaca a qualidade do suporte oferecido pela franqueadora.

A Cream Berry conta com um amplo cardápio de acompanhamentos para o seu creme de açaí exclusivo. E ainda, um de seus dois modelos de negócio é focado no self-service.

Este modelo de consumo tem chamado a atenção dos consumidores por possibilitar diferentes combinações de sabores.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 90 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
  • Prazo de retorno: de 12 e 24 meses
Vemos uma tigela de creme de açaí com banana, morango, granola e kiwi (imagem ilustrativa). Texto: ramo para empreender.
O mercado de açaí tem crescido por todo o Brasil.

4. Mardelle

A Mardelle é uma franquia que atua no segmento de vestuário, com a venda de pijamas, roupas íntimas e lingerie.

A franquia apresenta um modelo atrativo para o empreendedor que deseja atuar neste ramo.

Além disso, a franquia passou a trabalhar com o e-commerce, o que ampliou suas vendas. Esta nova forma de atuar da Mardelle foi destaque no site Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Do mesmo modo, a franquia possui um amplo catálogo de produtos, bem como uma marca própria. São peças voltados para mulheres, homens e crianças.

Por fim, o franqueado conta com vários suportes da franqueadora, como para a escolha do melhor local para a unidade e as ações de marketing.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 206 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
  • Prazo de retorno: de 24 e 36 meses

5. Evolute Cursos

A Evolute trabalha com diversas opções de cursos online em diferentes áreas.

São opções variadas, por exemplo, operador de caixa, fotografia, secretariado, administração financeira, logística, programador e telemarketing.

A franquia possui com um sistema de ensino interativo para conectar professores e alunos com maior eficiência. Além disso, oferece cursos de graduação e pós-graduação.

  • Investimento inicial: entre R$ 59 mil e R$ 150 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
  • Prazo de retorno: de 12 e 24 meses

6. Guia-se

A franquia Guia-se atua há anos no mercado e oferece serviços de consultoria em marketing digital e criação de sites. Este setor é um bom ramo para empreender sem gastar muito.

O modelo de negócio não exige experiência prévia mas, mesmo assim, o empreendedor poderá oferecer uma série de soluções marketing para a empresa.

Com um modelo home office de trabalho, o que diminui os custos de manutenção, a Guia-se se torna uma boa opção.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 30 mil
  • Faturamento médio mensal: de R$ 10 mil a R$ 20 mil
  • Prazo de retorno: de 6 a 18 meses

7. Bellaza

Por fim, a franquia Bellaza é uma loja virtual de venda de cosméticos e maquiagem. Este mercado é amplo, com um público amplo e perfis de consumidores dos mais diferentes.

A rede trabalha em um modelo home office em que o franqueado realiza a venda enquanto a entrega dos produtos é feita pela franqueadora.

  • Investimento inicial: de R$ 9 mil a R$ 15 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 10 mil
  • Prazo de retorno: de 1 e 12 meses

Neste texto, separamos apenas algumas franquias em ramos específicos para empreender. Todavia, se você ainda tem dúvida sobre o que considerar na hora de escolher uma franquia, acesse o texto clicando no link e saiba o que fazer.

Caso tenha se decidido por alguma marca, entre em contato com a franqueadora. Mas se ainda não fez, receba uma consultoria gratuita com especialistas para lhe ajudar nesta escolha. Basta acessar: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement