Como começar a investir? 7 dicas para iniciar sem problemas

Por
em
Uma pessoa tirando uma nota de dólar de uma carteira. Imagem ilustrativa do texto como começar a investir.
Advertisement

Quem está pensando em como começar a investir deve se atentar para as boas ideias de negócios que o mercado apresenta. Empreender pode ser a melhor opção entre as decisões de investimentos.

Sobre começar a investir, um levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), em 2021, mostrou que cerca de 50 milhões de brasileiros querem abrir o negócio próprio nos próximos três anos.

Logo, são muitas pessoas que enxergam no empreendedorismo uma estratégia de investimento que pode trazer além do lucro, uma segurança para sua vida. Por isso, mostraremos alguns cuidados para esse processo de como começar a investir. Continue a leitura e saiba mais!

Descubra como começar a investir e ganhar dinheiro

Em um primeiro momento, quando se pensa em investir se busca opções no mercado financeiro com boas taxas de juros no longo prazo.

Nesse sentido, muitas pessoas procuram os melhores investimentos na bolsa de valores, ou então, fundos de investimentos. Contudo, essas opções trazem uma renda variável e em muitos momentos de muito risco.

Além dessa carteira de investimentos disponível no mercado, é possível também investir em um negócio próprio e se tornar um empreendedor.

Sendo assim, para quem busca uma alternativa no mundo dos investimentos financeiros, o empreendedorismo é uma boa alternativa para aplicar seu dinheiro em algo com potencial de retorno.

Portanto, para você que se interessa por essa alternativa, que enxerga no empreendedorismo sua oportunidade de ganhar dinheiro, trouxemos algumas dicas de como começar a investir.

1. Defina seus objetivos

Definir os seus propósitos como empreendedor e entender como traçar metas de forma eficiente são apenas duas das ações essenciais para quem quer atuar nesse mercado.

Nesse sentido, o grande erro da maior parte desses novos empresários está em desconhecer seu real objetivo ou focar em aspectos não prioritários para o crescimento do negócio.

Sabemos que, para começar um novo negócio, é preciso estar preparado para os desafios que esse mercado oferece. Entre eles, está a necessidade de entender quais são as suas intenções ao começar um projeto empreendedor.

Dessa forma, é comum vermos várias pessoas por aí abrindo os seus negócios só porque “dá dinheiro”. Porém, muitas vezes, elas se esquecem que, para que tudo dê certo, é preciso ter um objetivo, traçar uma linha entre ganhar dinheiro e ter realizações.

Imagem de um alvo com um dardo no meio. Imagem ilustrativa texto como começar a investir.
Os objetivos do seu negócio precisam ser traçados desde o início.

Isso porque, o objetivo não pode ser apenas ganhar dinheiro, pois em alguns meses você pode ver um retorno bom, mas pode ser ainda maior se você persistir no negócio. Ou o contrário, os primeiros meses podem ser de prejuízo.

Mas antes de começar a investir em um negócio saiba aonde quer chegar, se busca ter uma estabilidade com a sua empresa para daqui alguns anos ou se precisa de um resultado imediato.

Do mesmo modo, se pretende ter apenas este negócio, ou se tem planos de expandir, aumentar o leque de produtos ou serviços, ou então, apenas consolidar um pequeno negócio mais simples.

Enfim, para cada projeto que fazemos em nossa vida precisamos analisar nossos objetivos antes de iniciar nesta jornada, para que possamos visualizar o fim do caminho e onde chegar.

2. Saiba quanto você pode investir

Advertisement

Um dos principais pontos a se levar em conta no passo a passo para empreender é sobre a questão financeira. O empreendedor deve analisar quanto de dinheiro terá para gastar na estruturação do negócio, compra de maquinário, regularização da empresa, organização da produção, entre outros detalhes.

Nesse sentido, entender quais são os seus gastos fixos na sua vida pessoal, se possui uma reserva de emergência que pode ser usada em um negócio próprio.

Por exemplo, se o tipo de negócio que mais lhe chamou a atenção exige um investimento, mas você não tem esse dinheiro disponível de imediato, deve pensar nas suas opções.

Assim, pode vender algum bem para levantar o valor necessário, ou pedir um empréstimo. Porém, são opções que precisam ser bem pensadas para não trazer mais problemas do que soluções.

Desse modo, para poder começar um negócio você deve avaliar os custos não apenas para startar, mas para manter a empresa caso ela não dê o retorno esperado logo de início.

Ainda, é interessante que o empreendedor organize seus gastos mensais, elimine aqueles menos necessários para que possa sobrar um pouco mais de dinheiro no fim do mês.

Da mesma maneira, se perdeu o emprego e está sem renda, analise quanto pode gastar sem comprometer a sua saúde financeira e de sua família.

Ao final, esse planejamento é necessário para que o empreendedor não dê um passo maior do que a perna.

Imagem de uma mão segurando uma calculadora com várias notas de dinheiro ao fundo. Imagem ilustrativa texto como começar a investir.
O empreendedor precisa ter consciência de quanto poderá investir no negócio.

3. Descubra o seu perfil empreendedor

Um dos passos de como começar a investir é conhecer qual o seu perfil. Entender que tipos de qualidades você possui que podem ser aproveitadas em um negócio próprio.

Então, avalie seus pontos fortes e suas fraquezas. Como um eventual executivo do seu próprio negócio, você precisa reconhecer as áreas onde é fraco e suprir as deficiências, ou se autocapacitando, ou contratando alguém com o perfil adequado.

Nesse sentido,o conhecimento sobre o seu perfil de empreendedor é importante para que você tenha mais segurança e convicção no momento de gerenciar a sua empresa.

Algumas qualidades são altamente desejáveis para quem tem interesse em empreender. Criar o próprio negócio exige percorrer um caminho de muito trabalho e muita persistência até conseguir os primeiros sinais de êxito.

Por isso, caso não desenvolva algumas habilidades, o empreendedor pode fracassar em sua carreira.

A primeira, e talvez, principal característica de um empreendedor é a perseverança. Isso porque, até alcançar seu objetivo, você normalmente vai passar por alguns momentos em que nada parece dar certo.

Erros são comuns nesse processo, mas é fundamental seguir em frente até conseguir se destacar no mercado, mantendo a capacidade de agir diante de obstáculos que possam surgir pelo caminho.

Ainda, é importante saber liderar a equipe e a empresa. Essa liderança precisa ser feita de forma eficaz e bem planejada para conseguir dividir as funções e manter os funcionários motivados com suas ações.

Por fim, o empreendedor precisa entender seu perfil, se possui algumas das qualidades necessárias para abrir o seu próprio negócio, e caso não as tenha, ter a força de vontade para buscá-las.

4. Estude o mercado

A análise do mercado é um dos pontos de como começar a investir em um negócio. Logo, é preciso saber quem são os seus clientes, concorrentes e fornecedores, além de quais são os produtos ou serviços que você vai oferecer.

Um bom jeito de fazer essa análise é pensar em 4 pontos principais: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do seu negócio em relação à concorrência.

Imagem de uma mulher em frente um computador fazendo anotações em um caderno. Imagem ilustrativa texto como começar a investir.
Analise quais as necessidades e potenciais do mercado onde vai investir.

Além disso, identificar o público-alvo do seu empreendimento também é fundamental. Afinal, é impossível vender de maneira eficiente se você não sabe nada sobre as pessoas que compram o seu serviço.

Sendo assim, saiba que criar uma persona para o seu negócio facilitará muito na criação de campanhas de marketing, pois você saberá como se relacionar com o seu público de maneira correta.

Do mesmo modo, para empreender de forma eficiente é necessário também entender que tipo de negócio pode se adaptar melhor a uma região.

Por exemplo, identificar produtos ou serviços que faltem no seu bairro ou na sua cidade, e assim, detectar essas lacunas para que seu negócio possa ocupá-las.

Muitos empreendedores, quando ingressam no mundo do empreendedorismo, acabam partindo de um caminho inverso do ideal. Criam o produto e/ou serviço para depois conhecer as necessidades das pessoas.

Dessa forma, o certo é desvendar e entender o seu segmento de negócio para então desenvolver a ideia adequadamente.

5. Considere abrir uma franquia

Para quem busca investir em um negócio, o modelo de franquia precisa ser analisado antes de tomar uma decisão sobre qual tipo de empreendimento irá abrir.

O formato de franquia é um modelo de negócio cada vez mais popular por todo o mundo e com grandes redes conhecidas por todos.

Esse modelo consiste em investir em uma empresa previamente estabelecida, com uma operação pronta, produtos e serviços testados, além de uma marca reconhecida no mercado.

Nesse sentido, o empreendedor recebe um modo de fazer, chamado de know-how, que consiste em uma forma de trabalho que ele terá de seguir.

Por exemplo, abrindo uma franquia de pizzaria, recebe todo o conhecimento da marca, como a forma de fabricação, que tipo de forno usar, quais ingredientes, maneira de atender, bem como de gerir o negócio.

Advertisement

Cada unidade de franquia é uma irmã gêmea da outra, porque apresentam os mesmos produtos e serviços, seja ela em Porto Alegre (RS) ou em Macapá (AP).

Portanto, esse modelo é atrativo, pois o empreendedor pula algumas etapas, porque não é ele quem pensa na estrutura que terá o negócio. Afinal, ele recebe isso pronto.

Imagem de uma placa luminosa escrito OPEN. Imagem ilustrativa texto como começar a investir.
O modelo de franquias pode ser bem mais simples para iniciar um negócio.

Do mesmo modo, conta com uma marca que possui clientes espalhados pelo mercado, e isso facilita o trabalho do empreendedor que investe em um mercado de franquia.

Outra grande vantagem são os suportes que a franqueadora oferece. Por exemplo, treinamentos para conhecer o mercado no qual vai atuar, a forma de produção e atendimento, bem como para o trabalho de marketing.

Com isso, mesmo o empreendedor sem experiência não terá dificuldades de aprender sobre o negócio e como gerí-lo.

6. Pesquise por boas franquias

É necessário que você faça uma pesquisa detalhada sobre cada franquia que tem interesse. Analise bem como funciona a unidade, o que o franqueado precisa fazer e sobre os investimentos.

Assim, conhecer o funcionamento na prática sobre o modelo de negócio, e com isso você vai ter uma noção se realmente faz sentido para você, no curto, médio e longo prazo.

Então, se você quer saber como escolher uma franquia que vale a pena investir, não deixe de pesquisar sobre o nível de credibilidade da empresa.

Aliás, os sites e redes sociais podem ser grandes aliados nessa tarefa. Portanto, atente-se! Isso porque, nem sempre uma marca famosa é a franquia ideal para o seu perfil.

Nesse sentido, é importante avaliar não só o crescimento da marca dentro do segmento, mas também dentro do mercado de franquias em geral.

Logo, vá além das informações cedidas pela franqueadora e pesquise sobre a saúde financeira da empresa. Além disso, procure por processos na justiça e listagem de entidades de defesa do consumidor. 

Uma das dicas mais importantes: visite uma operação e tente se imaginar naquela posição. Assim, essa é uma boa oportunidade para verificar se os processos são complicados ou replicáveis.

Além disso, no ponto de venda (PDV), por exemplo, é possível checar como é o comportamento do consumidor que consome algo daquele estabelecimento e ir se preparando para eventuais problemas.

Enfim, conheça a Circular de Oferta de Franquia (COF) das marcas, analise os detalhes que esse documento traz, como custos, lucratividade, direitos e deveres, suportes da franqueadora e como é o trabalho do franqueado.

Com isso você terá mais informações para assim, escolher como começar a investir na franquia ideal.

Imagem de uma pessoa em frente um computador com vários gráficos na tela.
O mercado de franchising é muito amplo, por isso é preciso analisar as opções de franquias.

7. Planeje seu investimento

Como falamos, o planejamento é parte fundamental para quem busca como começar a investir em um negócio próprio.

Nessa fase inicial do negócio, o mais importante é não contar com a sorte. Por isso, invista seu tempo para pesquisar, estudar, elaborar seu plano de negócios e principalmente ser realista.

Você vai precisar colocar na ponta do lápis o valor exato que pode investir e quanto ainda terá de gastar no futuro.

O empreendedor precisa ter a noção exata de quanto poderá investir sem atrapalhar o restante de sua vida. Para essa etapa seria interessante fazer uma planilha com os seus custos de vida para entender o que pode eliminar.

Nesse sentido, avaliar que tipo de gastos podem ser enxugados, como optar por uma franquia barata. Da mesma forma, depois de analisar qual o total de dinheiro tem para investir no negócio, é a hora de gastá-lo bem.

Por exemplo, planejar quanto terá de gastar para a estrutura do negócio e outras etapas do processo. Precisa analisar bem esses custos para que o dinheiro não acabe no meio do caminho.

Ao calcular, estabeleça um período de tempo para recuperar o investimento inicial. Isso porque, é depois desse prazo que você realmente terá lucro.

Como pode levar algum tempo até que você recupere o investimento inicial. Portanto, você deve saber exatamente quanto vai gastar com os custos e despesas do produto até lá.

É possível investir com pouco dinheiro?

Se após analisar quanto de dinheiro você tem para investir em um negócio, e o resultado não foi muito animador, não se preocupe. Mesmo com pouco dinheiro é possível realizar o sonho de empreender.

Falamos antes sobre o modelo de franquia, como ele funciona e suas vantagens. Uma dessas vantagens também é a grande quantidade de franquias baratas presentes no mercado.

O investimento em uma franquia é mais eficiente, porque não se gasta com algo que não seja necessário para o negócio. Como a franquia conta com produtos ou serviços já testados, o empreendedor não tem que custear um processo de elaboração do que ele irá vender.

Imagem de um cofre em formato de porco e um pequeno monte de moedas.
Mesmo com pouco dinheiro é possível investir em uma franquia.

Da mesma forma, as franquias contam com uma operação mais enxuta para que possa ser mais fácil para os empreendedores iniciarem uma franquia da marca seja onde estiver.

Além disso, muitas franquias trabalham com modelos de negócio em home office. Com isso, o empreendedor só precisa de um computador ligado a internet e um telefone para iniciar seu negócio próprio.

Do mesmo modo, com os suportes da franqueadora, o empreendedor não perde dinheiro com erros de gestão ou equívocos na montagem do negócio. Como ele recebe uma empresa já estruturada, seus custos acabam sendo bem menores e mais eficientes.

Vale a pena abrir um negócio?

Citamos que é comum as pessoas pensarem em como começar a investir e buscar a bolsa de valores, fundos de investimentos e outras formas de aplicar o dinheiro.

Porém, vale a pena abrir um negócio, pois seus ganhos podem ser mais sólidos ao longo do tempo. Ainda, o sucesso da empresa depende diretamente do seu esforço, ao ponto que o mercado de ações envolve variáveis que estão fora do seu alcance.

Do mesmo modo, empreender é uma forma de liberdade, deixar de depender de um emprego e trabalhar com algo que goste. E como resultado, mudar de vida ao longo do tempo.

Ainda, é uma oportunidade de ganhos que vão além do que um emprego comum pode oferecer, pois o crescimento da sua empresa pode ser grande e resultar em altos lucros.

Por último, agora que você já sabe como começar a investir, confira uma lista de franquias baratas que separamos para você. Acesse e abra o seu negócio, porque a hora de ganhar dinheiro é agora!

Advertisement
Advertisement