Como abrir uma franquia de sucesso? Guia completo com as melhores dicas para começar

Por
em
mulher sorrindo e usando o notebook imagem ilustrativa texto como abrir uma franquia de sucesso
Advertisement

Anda com dúvidas sobre como abrir uma franquia de sucesso e aproveitar o potencial desse negócio? Foi para te ajudar nessa empreitada que produzimos esse artigo.

Ao longo do texto, falamos sobre como escolher a melhor franquia e garantir bons clientes. Também explicamos o passo a passo para iniciar um negócio desse tipo, independente do seu ramo de atuação.

Afinal, você já deve saber que abrir uma empresa não é tarefa fácil. Mas pode se tornar algo mais simples com uma franquia. A franquia é um negócio que utiliza do modelo de uma empresa que já existe.

Ela é aberta como uma “cópia”, uma espécie de “filial” de um empreendimento atuante no mercado. Ao optar por esse sistema, o empresário obtém todo o modo de fazer, insumos e dicas da marca (todo o seu know-how) para garantir o sucesso mais rápido do negócio.

Apesar de mais simples do que iniciar uma empresa do zero, abrir uma franquia de sucesso requer o cumprimento de algumas etapas. É por meio delas que você terá a certeza de que o negócio é o que procura. Veja a seguir como abrir uma franquia de sucesso na sua cidade.

12 dicas de como abrir uma franquia de sucesso

Saber como abrir uma franquia de sucesso é algo essencial, mesmo que você já conheça bem o que quer investir. Acompanhe as dicas abaixo para ter mais segurança de começar seu negócio do jeito certo!

1. Avalie o seu perfil

É sempre importante que você, como futuro franqueado, tenha afinidade com o setor com o qual vai trabalhar. Não é necessário que você já tenha atuado no ramo. Na verdade, o mais importante é que o empreendedor goste da atividade, tendo vontade de investir seu tempo e dinheiro. 

Esqueça apenas a previsão de lucro do ramo: se você não se sentir entusiasmado com a sua atuação, dificilmente vai conseguir se manter motivado ao longo do tempo. Isso mesmo que o lucro obtido seja enorme.

Na hora de avaliar o seu perfil, considere pontos como:

  • A sua facilidade em lidar com pessoas;
  • O seu conhecimento do setor e/ou disponibilidade de empreender;
  • Quem seriam os seus sócios, e por quê;
  • O seu modo de gestão de pessoas.

2. Mercado de atuação

Advertisement

Com o seu perfil definido, é hora de avaliar se o setor vale mesmo a pena. Qual tem sido o rendimento do mercado nos últimos anos? Quais as vantagens e os perigos de investir nele? Como é a concorrência na sua localidade? Existem clientes com poder aquisitivo suficiente na região?

3. Defina suas possibilidades financeiras

De quanto dinheiro você dispõe para investir em um negócio? Esses recursos já podem ser utilizados, ou será preciso obter um empréstimo? 

As franquias do mercado podem ser adquiridas por diferentes valores, e é necessário considerar as suas possibilidades.

Esse tipo de cuidado permite um bom planejamento financeiro do seu empreendimento, e evita dívidas e imprevistos. Garantir a saúde do seu orçamento, desde o início, é fundamental para o sucesso da sua franquia.

4. Conheça o sistema de franquias

Você sabe como o sistema de franquias funciona? Sabe como é a relação entre franqueador e franqueado, suas vantagens e limitações?

É fundamental ter a certeza sobre cada um dos aspectos do franchising, a estrutura do negócio e as obrigações relacionadas à marca. 

De modo geral, é necessário manter a padronização entre todas as lojas, e qualquer inovação precisa ser avaliada junto à franqueadora. Se você tem um perfil inovador, poderá encontrar maior dificuldade em se adequar a padrões. Porém, eles serão fundamentais para manter a identidade da empresa e as regras do sistema de franquias.

Você pode saber tudo sobre o sistema de franquias clicando aqui e acessando nosso artigo sobre o assunto.

5. Pesquise sobre o franqueador

É hora de avaliar os franqueadores disponíveis no mercado e a credibilidade deles. Pesquise sobre como as franquias têm se saído, se há reclamações de franqueados ou consumidores, e se um bom suporte é oferecido ao franqueado.

Sempre que possível, vale a pena conversar com os franqueados atuais e avaliar quais as opiniões deles sobre o franqueador.

Também é importante analisar o plano de negócios da franqueadora, seus dados financeiros e pendências legais. Ainda vale a pena se informar sobre a regularidade tributária e financeira da empresa. Esses aspectos podem ser verificados por meio de certidões negativas municipal, estadual e federal do negócio.

6. Trabalhe as suas habilidades

Com a franquia para investir definida, você precisará se dedicar às suas habilidades. Quais conhecimentos serão necessários para gerenciar o negócio? 

Invista em livros, textos, vídeos e cursos sobre o setor de atuação, e busque sempre se atualizar. Desenvolver o seu conhecimento sobre empreendedorismo e gestão de pessoas é igualmente importante para uma franquia de sucesso.

Quanto mais você souber sobre o mercado e a atuação da empresa, melhor poderá se sair no dia a dia do empreendimento.

7. Know-how do negócio

Para transferir seu know-how, ou seja, seu conhecimento, o franqueador precisa já possuir algumas franquias no mercado. É atuando que ele saberá quais os erros e acertos do negócio, e então poderá repassá-los ao franqueado.

Normalmente, as empresas com maior segurança em transmitir know-how são aquelas com dois ou mais anos de experiência. Ou então, as que cresceram de forma exponencial em pouco tempo.

8. Taxas associadas

Na hora de assinar o contrato, é fundamental lê-lo com cuidado. Não só porque ele é o documento que abriga todas as informações sobre o negócio, mas porque é nele que aparecem as taxas associadas à franquia. 

A taxa de marketing e de franquia são só alguns dos valores que precisam ser inseridos no seu planejamento de gastos iniciais. Não se esqueça de nenhuma taxa! Assim, você terá a certeza de que possui valores suficientes para abrir a empresa sem apertar o orçamento. 

9. Estude a COF

A Circular de Oferta de Franquia é o documento que lista tudo sobre a relação entre franqueador e franqueado. Ela apresenta todas as regras sobre o negócio, os aspectos legais e deveres de ambas as partes. Compreender a COF garante que você irá respeitá-la sem nenhuma surpresa ao longo da sua atuação.

Outro ponto importante da COF é que toda franquia tem um prazo definido de contrato. Com base nesse prazo, é possível verificar em quanto tempo haverá retorno do investimento. Afinal, o franqueado deverá obter esse retorno antes do fim do acordo. 

Além disso, a informação permite fazer uma previsão das suas finanças pessoais, sobre quanto você deverá investir e por quanto tempo.

Você pode saber um pouco mais sobre a COF, sua importância e o que avaliar no documento assistindo ao vídeo abaixo.

10. Engajamento da equipe

Manter a sua equipe motivada é importante em qualquer negócio, e ainda mais em uma franquia. Assim, seja criterioso na contratação de profissionais, e tenha a certeza de que eles possuem um objetivo comum: fazer a empresa crescer cada dia mais.

11. Defina um bom ponto comercial

A localização do seu ponto comercial é essencial para o sucesso da franquia. Com o seu know-how, a franqueadora oferecerá uma série de dicas e sugestões de como escolher o melhor ponto para o seu ramo. 

É importante que a loja seja de fácil acesso a consumidores e a fornecedores, e que possua o espaço e a estrutura necessária para o desenvolvimento da atividade. 

Caso o objetivo seja alugar um local, tenha a certeza, também, de que os valores cobrados valem a pena. Lembre-se de que esses custos serão fixos, e é importante que o lucro da sua franquia consiga cobri-lo. Do contrário, esse gasto, junto a outros previstos no plano de negócio, poderão afetar diretamente a saúde financeira do negócio.

12. Invista no melhor atendimento

Manter um público fiel é sempre interessante. Não apenas porque esse público voltará a fazer negócios com você, mas porque eles indicarão sua empresa para outras pessoas. Para isso, porém, não basta entregar um bom produto ou serviço. 

Os consumidores precisam ser encantados, e um bom atendimento é parte fundamental desse encanto. Tenha um ótimo time de atendimento, para atuação antes, durante e depois da venda do seu produto. Se o seu cliente se sentir ouvido, ele terá maior prazer em fazer negócios com você. 

Como adquirir uma franquia?

Assim como qualquer novo negócio, uma franquia precisa obedecer uma série de etapas antes de começar a atuar no mercado. Porém, diferentemente de iniciar uma empresa do zero, o processo de uma franquia não consiste em planejar cada passo do empreendimento. 

Na verdade, é necessário apenas passar por um processo de seleção da franqueadora. Depois, todo o know-how do empreendimento precisa ser seguido, com as orientações da dona marca. Assim, tirar o seu negócio do papel se torna muito mais simples.

A seguir, listamos o passo a passo para adquirir uma franquia. Acompanhe e inicie já o seu processo!

1. Cadastre-se como possível franqueado

Se você leu o tópico anterior, já sabe que é necessário definir um setor de atuação e pesquisar por boas franqueadoras. Com essas informações em mãos, você poderá avaliar se a marca é mesmo interessante aos seus objetivos.

Mas não adianta apenas desejar abrir uma franquia da marca. Assim como você avaliou a franqueadora, você será avaliado.

Cada empresa possui um perfil ideal de franqueado, e a análise rigorosa do indivíduo busca manter esses padrões. Por isso, será necessário que você preencha uma ficha de cadastro no site da franqueadora e aguarde o contato dela.

2. Converse com a franqueadora

Com o seu perfil avaliado, o empreendedor é convidado para uma reunião. Nessa reunião, você poderá conhecer a fundo a Circular de Oferta de Franquia e reforçar o seu perfil. Por meio da troca de ideias entre as duas partes, ambos podem verificar se a abertura da franquia seria mesmo algo interessante. 

Será que o ramo de atuação é mesmo o que você precisa? E você, atende realmente ao perfil de franqueado ideal da marca? Empresa e empreendedor têm uma visão de futuro comum?

Esse encontro é a sua chance de tirar todas as dúvidas com o franqueador. Questione-o sobre o investimento necessário, as regras da parceria, o suporte oferecido pela marca e mais. Você precisa ter a segurança de que está apostando em um empreendimento com bom retorno.

3. Visite algumas unidades

Sempre que possível, é interessante visitar algumas unidades da franquia. Torne-se cliente de uma das lojas e verifique os serviços disponibilizados. Acompanhe a qualidade do atendimento e converse com outros consumidores. 

Você também pode conversar com outros franqueados e verificar se a franqueadora cumpre tudo o que promete, e se o investimento é mesmo interessante.

4. Assine o contrato

Com todos os aspectos da franquia bem avaliados, será hora de assinar o acordo com a franqueadora. Tome o cuidado de ler cada cláusula do contrato e tire todas as dúvidas antes de assiná-lo. Inclusive avaliando os gastos previstos e as normas para aderir à rede.

5. Siga o cronograma

Assim que se torna oficialmente um franqueado, o empreendedor recebe um cronograma detalhado dos seus próximos passos. Há datas para o planejamento da localidade, para a divulgação da empresa, treinamento da equipe, abertura da franquia e vários outros. 

Na maioria das vezes, o prazo entre a assinatura do acordo e a abertura da empresa leva entre 90 e 120 dias.

É importante dizer que a o processo inicial para escolha do ponto para a franquia é de responsabilidade do novo franqueado. 

Porém, a empresa franqueadora vai oferecer orientações para essa escolha, e também precisará aprovar o local. Como já possuem conhecimento do negócio, as franqueadoras terão facilidade em indicar as vantagens do espaço.

Além disso, todo o treinamento da equipe é feito pela franqueadora. Aulas teóricas e práticas serão as responsáveis por transmitir todo o know-how do negócio e garantir a padronização do modo de fazer da marca.

6. Registre a empresa

Para cumprir com todas as obrigações tributárias e trabalhistas de uma empresa, você precisará registrá-la perante os órgãos responsáveis. Entre outros, é necessário fazer a inscrição na Junta Comercial do seu estado e na Previdência Social.

7. Inaugure a franquia

É hora de abrir a loja e se dedicar ao máximo ao seu dia a dia. Conte com uma equipe capacitada e garanta o bom atendimento dos seus clientes. 

Lembre-se, também, de ter um contador ou com uma assessoria externa contábil. O acompanhamento financeiro é essencial para a manutenção da saúde do caixa do negócio. 

É o especialista em finanças que também cuida do pagamentos das taxas à franquia e das obrigações tributárias da empresa.

Viu só como é fácil abrir uma franquia de sucesso? Apesar das etapas necessárias, o processo para abrir uma empresa com know-how é mais simples do que iniciar um negócio do zero. Você só precisará de uma boa assessoria e dedicação.

Agora que você já sabe como abrir uma franquia de sucesso, é hora de conhecer algumas franquias para abrir. Assim, você poderá selecionar a mais adequada ao seu perfil. Basta clicar no botão abaixo.

Se preferir, você também pode contar com uma consultoria gratuita para iniciar seu negócio. Neste caso, acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement