Por que franquia é uma boa opção? Marca, planejamento, suporte etc.

Por
em
mulher em frente ao notebook sorrindo imagem ilustrativa artigo franquia é boa opção
Advertisement

O sistema de franquias no Brasil tem, a cada ano, apresentado números cada vez mais atrativos. É um sinal de que franquia é uma boa opção, e por isso tanta gente tem investido neste negócio.

Para se ter uma ideia, no fim de 2020 existiam mais de 156 mil unidades de franquias atuando no Brasil. A informação é da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Ao abrir uma franquia, o empreendedor inicia uma unidade de uma empresa que já existe, uma “cópia” de um negócio que atua hoje no mercado. Várias marcas se expandiram no mundo graças a este sistema. Você, com certeza, conhece a McDonald’s e Subway, não é mesmo? 

“Mas será que vale mesmo a pena investir em uma franquia?”. Essa dúvida é comum e importante. Afinal, se você vai investir seu tempo e dinheiro em uma empresa, precisa ter a certeza de que seus resultados serão vantajosos. Para ajudar você a tomar essa decisão, produzimos este conteúdo.

Entenda por que franquia é boa opção para abrir

A seguir, falamos sobre as vantagens de uma franquia e sobre como escolher a melhor marca para investir. Boa leitura!

Marca consolidada

Na hora de abrir um negócio, existem dois modelos principais. O primeiro deles é começar uma empresa do zero, definindo os seus produtos, serviços e modo de fazer.

A opção por esse tipo de empresa dá enorme flexibilidade ao empreendedor. Porém, também é mais trabalhoso, especialmente para conquistar os clientes. 

Estabelecer uma nova marca no mercado pode ser difícil. Por que o consumidor compraria com você, se outra marca, já conhecida, oferece o mesmo e há mais tempo?

É aqui que mora a primeira vantagem em optar por uma franquia. Como explicamos, uma franquia é uma nova unidade de uma empresa. Por isso, ela usa o mesmo nome e o mesmo modo de fazer da marca já conhecida.

Como a McDonald’s: se você come em um McDonald’s no Norte do Brasil, e em outro McDonald’s no Sul do País, os produtos serão os mesmos, o modo de atendimento será o mesmo. 

Ou seja, o consumidor sabe exatamente o que esperar e tem maior facilidade em confiar no negócio. Essa marca consolidada já atrai clientes por conta própria, sem a necessidade de ações tão agressivas para atrair aos interessados.

Variedade de opções

Advertisement

Os setores para investir em uma franquia são os mais variados, assim como as marcas franqueadoras. Por isso, os empreendedores podem optar exatamente pelo que sempre desejaram investir, mas com um modelo mais simples. 

Por isso, na hora de escolher a melhor opção, vale a pena pesquisar bastante. Assim, você vai encontrar uma franquia interessante para seu perfil e dentro da sua possibilidade de investimento.

Plano de negócio próprio

Qualquer empresa precisa contar com um bom plano de negócio. O plano de negócio é o documento que define todo o planejamento da empresa. Ele lista do aspecto financeiro aos colaboradores necessários, os produtos, modo de fazer da empresa etc. 

Com este documento, fica mais simples seguir um passo a passo para colocar o negócio em prática e fazê-lo decolar.

Criar o plano de negócio e colocá-lo em prática é um processo de erros e acertos. Por isso, não é incomum que alguns processos e resultados saiam diferentes do esperado.

Com uma franquia, esse tipo de complicação não existe. Isso porque, o empreendedor recebe o plano de negócio completo da marca.

Esse planejamento já terá sido testado em outras unidades e corrigido sempre que necessário. Por isso, suas chances de erro são baixíssimas. Assim, é mais simples e rápido alcançar o sucesso com o negócio, sem tantos problemas para estabelecê-lo no mercado. 

É claro que o modo de gerenciar a empresa vai influenciar diretamente em seus resultados. Então, é essencial que o empreendedor realize bem o seu trabalho.

Suporte oferecido ao franqueado

Se a marca franqueadora oferece todo o plano de negócio ao seu franqueado, ela também precisa orientá-lo sobre como colocar o planejamento em prática.

Por isso, a empresa dona da marca oferece suporte completo ao novo empresário. Entre os vários tipos de suporte estão: auxílio na escolha do ponto comercial, treinamentos, apoio de marketing etc. Tudo isso torna a franquia uma boa opção porque o empresário não atua sozinho e, então, pode ter mais segurança em suas ações.

mulher estudando no notebook imagem ilustrativa artigo franquia é boa opção
O treinamento on-line costuma ser mais simples para o franqueado, pois ele pode estudar de qualquer lugar.

Os tipos de suporte vão variar conforme a franquia escolhida. É importante ler a Circular de Oferta de Franquia do negócio, para saber com o que você poderá contar.

Planejamento financeiro

Os custos para abrir um negócio são os mais variados, e pode ser difícil prevê-los. Mas não se a sua opção de empreendimento for uma franquia

No planejamento financeiro da franqueadora, ficam definidos os mais variados custos previstos para iniciar o negócio. Isso inclui desde o registro do empreendimento na Junta Comercial, até a execução do projeto arquitetônico da unidade. Assim como os valores necessários para a compra de insumos, salário dos colaboradores e capital de giro. 

Com todos os gastos listados, o empreendedor pode planejar melhor seu capital e até obter empréstimo para a aplicação no negócio. Consegue ainda prever os seus ganhos e o prazo de retorno do investimento.

Também é preciso dizer que o custo para uma franquia costuma ser mais baixo. Isso porque, não é preciso pagar por um novo plano de negócio, nem por um projeto arquitetônico complemente novo. A própria franqueadora oferece estes serviços, por meio do pagamento de algumas taxas. 

Além disso, existem no mercado as nano e microfranquias, que podem ser abertas com investimento inicial de até R$ 105 mil.

Redução dos valores dos produtos

Uma franquia é a representante de uma marca maior. Por isso, os fornecedores de insumos para o negócio têm maior confiança no pagamento dos produtos encomendados. Assim, eles costumam oferecer condições melhores para o pagamento, como descontos e o parcelamento dos valores.

Em muitos casos, a franqueadora é a própria fornecedora dos produtos. É algo que torna a relação com o empresário ainda mais simples.

Taxa de mortalidade menor

Uma a cada quatro empresas fecha antes de completar dois anos de mercado, de acordo com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Já as franquias costumam atuar por, pelo menos, 5 anos, e com relativa facilidade. Segundo pesquisa, as franquias têm mortalidade de apenas 3% no primeiros dois de existência, algo que acontece em 23% das empresas comuns.

Como escolher a melhor franquia?

Agora que você já conhece as maiores vantagens de uma franquia, é hora de falarmos sobre o modelo ideal de negócio.

Na hora de investir, é essencial encontrar uma marca que combina com seu perfil. Isso é importante porque, dessa forma, vai ser mais simples conseguir manter o entusiasmo em trabalhar. Veja abaixo algumas dicas para escolher a franquia que é uma boa opção para você.

1. Análise pessoal

Independentemente do seu modelo de negócio, um ponto é fundamental na hora de escolher o que investir: a sua afinidade com o setor.

Para ter sucesso, o empresário precisa gostar do que faz. O entusiasmo com a atividade é essencial para que o indivíduo mantenha a sua dedicação, o desejo de investir seu tempo e dinheiro na empresa.

2. Mercado de atuação

Com o segmento escolhido, é preciso estudá-lo. Que tipo de produto ou serviço você vai oferecer? Qual o lucro médio obtido pelos empreendedores dessa área? Quem são os consumidores? Como você poderá alcançá-los?

É preciso ter a certeza de que o lucro é atraente e de que o setor é o ideal para investir na sua cidade.

3. Franqueador

Uma boa franqueadora tem papel fundamental no sucesso dos seus franqueados. Afinal de contas, é o suporte dela que direciona o empresário em ações do dia a dia e do crescimento do negócio. 

Se a dona da marca não oferece o auxílio adequado, o franqueado encontra maior dificuldade em se fixar no mercado. Assim, ao pesquisar por boas marcas no seu setor de interesse, verifique qual o apoio prometido pela franqueadora, e qual efeito ele terá para a empresa.

4. Franqueados

A franqueadora precisa ir além da promessa de suporte; ela precisa cumpri-la. Para ter a certeza de que esse apoio é oferecido, é importante entrar em contato com os franqueados atuais e avaliar este apoio da empresa.

Também vale a pena se tornar cliente de uma dessas empresas e analisar se os serviços e produtos agradam. Seus clientes teriam interesse em contratar o atendimento?

5. Circular de Oferta de Franquia

Toda franquia tem uma COF. Este documento lista informações econômicas, jurídicas e operacionais a respeito da empresa, determinando as regras de atuação pelo empreendedor. Assim como sobre a relação entre o franqueado e franqueador. 

Por lei, o empresário precisa contar com 10 dias para analisar o documento e assinar ou não o contrato de franquia. 

Na hora de avaliar as informações, também é importante tirar todas as dúvidas com a empresa dona da marca. Assim, você terá maior certeza de que o negócio é o ideal para as suas aspirações. Principalmente, vai conhecer seus direitos e deveres no negócio, facilitando o processo de gestão da empresa.

Viu só como abrir uma franquia pode ser uma boa opção? Com estudo e a avaliação correta das opções, as suas chances de sucesso no negócio são enormes.

Lembre-se de avaliar não apenas o lucro da marca, mas também a sua reputação. Além, é claro, da sua afinidade com o setor. Lucro, reputação e afinidade: juntos, estes pilares poderão alavancar a sua nova empresa!

Está na hora então de você conhecer boas opções de franquias para abrir e iniciar seu negócio. Basta clicar no botão abaixo.

Outra dica é você contar com uma consultoria gratuita para abrir seu negócio. Neste caso, acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement