O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » Para quê serve o fundo de marketing em uma franquia? Entenda por que pagar

Para quê serve o fundo de marketing em uma franquia? Entenda por que pagar

Sumário

O fundo de marketing é uma parte importante do investimento em franquias. Quer saber mais? Então, leia o texto e entenda sobre esse valor, sua importância e outras informações relevantes.

Até porque, o investimento de marketing das empresas a nível global cresceu 14,7%. Dessa forma, a tendência é que as empresas continuem contratando profissionais qualificados para investir em ações de marketing digital.

Sendo assim, ao investir em uma franquia, você paga um valor fixo destinado ao marketing, já que essa parte do investimento é tão importante.

Logo, ao conhecer o fundo de marketing é possível perceber uma das vantagens do investimento em franquias. Nesse sentido, você sabe exatamente em que estará investindo e qual o benefício do negócio.

Afinal, o que é o fundo de marketing na franquia?

O fundo de marketing é o valor recebido periodicamente pela franqueadora, por meio dos franqueados, para ser investido em ações de propaganda da marca.

Ou seja, é uma taxa paga pelos franqueados para ser investida em estratégias de publicidade.

O fundo de marketing é previsto na Lei de Franquias. Porém, assim como outros pontos, a lei não estabelece as diretrizes de cobrança.

Dessa maneira, caso a franquia cobre essa taxa, deve estar presente de forma clara na Circular de Oferta de Franquia (COF), com todas as especificações e valores.

Sendo assim, o franqueado paga o valor e a marca investe na divulgação das unidades.

Então, embora não exista legislação que estabeleça as regras de cobrança do fundo, há a obrigação da franqueadora de deixar claro o que será cobrado e em que será usado esse valor.

Desse modo, a franqueadora deve estabelecer uma comunicação honesta com seus franqueados desde o princípio.

Por fim, o franqueado tem a possibilidade de entender e analisar todos seus direitos e deveres sobre a rede, valores e especificações, antes de tomar a decisão final.

Na COF estão informações importantes em questões jurídicas, financeiras, operacionais, bem como as taxas.

Toda franquia cobra fundo de marketing?

Nem todas as franquias exigem a cobrança do fundo de marketing. Muitas vezes, isso é feito no intuito de atrair franqueados e oferecer um negócio mais econômico e atrativo.

Desse modo, as franqueadoras deixam de cobrar esse valor e arcam com esses custos e os franqueados ainda podem contar com esse benefício.

Porém, é necessário ter atenção quando não há cobrança de fundo de propaganda.

Isso porque, algumas franquias que não cobram essa taxa, também não oferecem esse tipo de suporte. Nesse caso, o franqueado da rede fica responsável pelo marketing da sua unidade.

Por esse motivo, antes de decidir qual franquia escolher, o empreendedor deve analisar com atenção a Circular Oferta de Franquias (COF).

Nela, será informado se a franquia cobra esse fundo de propaganda e qual o valor a ser pago. 

Ou, se o franqueado precisa pagar essa taxa e se for isento, se irá ou não receber esse suporte. Esses valores podem variar também de acordo com o porte da rede de franquias. 

Em outras palavras, caso o negócio ainda esteja no início, pode cobrar esse valor para fortalecer o marketing. Já quando a franquia está maior, esses valores conseguem ser diminuídos ou até mesmo extintos. 

A seguir, vamos apresentar as vantagens do fundo de marketing. Logo, você pode decidir se compensa ou não investir em um negócio que cobra essa taxa.

Vantagens da cobrança do fundo de marketing

O fundo de marketing serve para garantir que a franqueadora ofereça suporte por meio de uma equipe profissional de marketing.

Portanto, o franqueado paga uma taxa para ter direito de usar a equipe de marketing. Sem a necessidade de contratar uma empresa terceirizada com valores maiores.

Afinal de contas, o marketing é uma ferramenta importante para definir como a rede de franquias se posiciona no mercado.

Logo, é possível atingir potenciais clientes, prospectar a marca e fidelizar os consumidores. O que qualifica a base de público da rede.

No caso da rede de franquias, o sucesso dessas ações depende da mobilização de todas as unidades.

Ou seja, na adaptação dos pontos de vendas, padronização visual e da linguagem da marca. Além de ajudar na solidificação da comunicação externa da empresa.

Sendo assim, o fundo de marketing é uma forma de apoiar o desenvolvimento e a continuidade dessas ações estratégicas para o crescimento e prospecção da marca.

Então, essa cobrança visa afunilar esses esforços que as unidades precisarem realizar sozinhas.

Dessa forma, o fundo de marketing serve para desenvolver esse plano estratégico de expansão de uma rede de franquias.

Isso ao investir em ações institucionais de promoção da marca, seus produtos, serviços e imagem no mercado.

Por último, os produtos e serviços da marca chegam a muito mais pessoas e a franquia apresenta crescimento como um todo.

Quem é o responsável pela administração do fundo de marketing?

A rede de franquias é a responsável pela administração do fundo de marketing.

Ou seja, os valores são repassados pelos franqueados para que a franqueadora tome a decisão em que ação estratégica vai aplicar esse montante.

Por isso, a franqueadora também conta com uma equipe de profissionais da área altamente capacitados para a elaboração da comunicação e do marketing da rede de forma padronizada. 

Dessa forma, garantem que esse dinheiro será aplicado especificamente na comunicação da rede.

Além disso, os franqueados têm o direito de conferir a prestação de contas em relação às campanhas de publicidade.

Do mesmo modo, conta com os benefícios desse investimento. Muitas vezes recebendo materiais para a divulgação da própria unidade e de promoções locais.

Também é de responsabilidade da franqueadora a elaboração dessas campanhas, com a padronização disseminada em todas as unidades franqueadas.

Afinal, um dos principais pontos da franquia é a sua padronização reconhecida pelo público.

Então, o público-alvo reconhece facilmente a marca em qualquer localidade. Porém, é necessário uma comunicação de qualidade e com constância.

Qual a diferença entre o fundo marketing e os royalties?

Tanto os royalties quanto o fundo de marketing fazem parte do modelo de negócio de franquias. Assim, têm finalidades diferentes. Mas o fundo de marketing costuma ter um valor fixo. 

Isso baseado em dados que levam em conta os gastos voltados para as ações de publicidade e divulgação. A rede usa esse valor exclusivamente para as ações de marketing, propaganda e estratégias de comunicação.

Por outro lado, os royalties cobrados pela franquia servem como remuneração paga pelo franqueado à franqueadora para receber uma série de vantagens.

Entre elas, por exemplo, o direito de uso da marca, bem como seus processos, estratégias e expertise.

Logo, serve para remunerar os treinamentos oferecidos pela franqueadora, para que os franqueados conheçam as operações da marca.

A taxa cobrada pelos royalties geralmente é calculada com base em um percentual sobre vendas ou compras nas unidades.

Ou seja, não costuma ser um valor fixo a ser pago, e sim um valor de acordo com o desempenho de cada unidade.

Nesse sentido, embora ambas as taxas se integram, têm uma finalidade diferente. Porém, usa-se ambas para fortalecer a marca e consequentemente as unidades franqueadas e seus franqueados. 

Além de ajudarem a unidade a se destacar no mercado e prospectar cada vez mais o negócio, onde as partes alcançam seus objetivos e desfrutam desses benefícios.

Dados sobre franquia aparecem na COF

Como dito anteriormente, todos os dados importantes sobre a franquia aparecem na Circular Oferta de Franquias. A COF é um documento extremamente importante no modelo de negócio de franquias. 

Assim, quem elabora a COF é a própria franqueadora, apresentando todas as condições gerais do negócio.

Principalmente, em aspectos relacionados às questões legais, obrigações, deveres, valores e responsabilidades de ambas as partes, ou seja, franqueado e a franqueadora.

Por isso, deve ser um documento conciso, claro, detalhado e completo. Então, a COF é um documento dinâmico.

Isso porque, estão todos os dados da franquia sobre novos contratos, rescisões, processos judiciais e valores. Logo, é possível analisar os dados financeiros da franquia, por exemplo.

Ainda conta com os balanços que oferecem informações sobre a saúde financeira, capacidade de arcar com os custos e prestar um bom suporte aos franqueados da rede. Com isso, o franqueado irá saber se é um negócio seguro para investir. 

Dessa forma, você pode perceber se a franqueadora estará preparada para prestar o suporte prometido, entre outros pontos previstos no documento.

Por fim, conheça alguns negócios que podem agradar. Leia, “Franquias baratas e rentáveis: conheça as melhores opções no Brasil”.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje