Vale a pena pegar empréstimo para abrir franquia?

Por
em
Pessoa com dinheiro nas mãos. Imagem ilustrativo do texto sobre empréstimo para abrir franquia.
Advertisement

Se tornar um empreendedor é o sonho de muitos brasileiros. Mas para realizar este projeto de vida, será mesmo que vale a pena pegar um empréstimo para abrir franquia?

Em uma pesquisa realizada pela Herbalife Nutrition foi identificado que cerca de 77% dos brasileiros sonham em empreender.

As motivações são variadas: tirar um projeto do papel, ter maior flexibilidade de horário de trabalho, ser o próprio chefe, encontrar maior realização profissional, conquistar qualidade de vida etc.

Porém, a verdade é que, para a conquista deste objetivo, muitos brasileiros ainda não contam com o capital necessário.

Nesse sentido, mesmo existindo modelos de microfranquias, em que os valores de investimento são bem mais baixos, se comparado com as redes de franquias tradicionais, pode ser necessário o auxílio de um capital externo.

Ainda de acordo com a pesquisa da Herbalife, como investimento inicial, mais de 80% dos brasileiros utilizam recursos próprios. Contudo, não desconsideravam o auxílio de algum tipo de investimento voltado para abertura de negócios.

Por isso, a primeira solução que vem à mente de muita gente é buscar linhas de crédito específicos para abertura de um negócio. O que, realmente, pode ser uma boa saída, caso algumas estratégias não tenham sucesso.

Neste conteúdo, explicamos para você que quer ter uma unidade de rede de franquias, quais opções oferecem linhas de crédito e se vale a pena pegar um empréstimo para abrir seu negócio. Acompanhe!

O investimento em franquias

O investimento em franquias é uma das formas mais seguras de tirar do papel aquele sonho antigo de estar à frente de um negócio. Isso porque, o empreendedor investe em um modelo de negócio maduro, testado no mercado, e conta com transferência completa de know-how.

Além disso, as franquias se destacam no universo dos negócios ao oferecer suporte e treinamento completo para gerenciar a operação da empresa. Tudo deve estar de acordo com o que garante a Lei de Franquias.

O investimento no franchising funciona assim: o empreendedor atua em um modelo de negócio que já existe no mercado, como se fosse uma cópia da empresa.

Assim, por meio do contrato de franquia, o franqueado vai oferecer aos clientes os mesmos produtos e/ou serviços trabalhados pela marca. É também direito usar o mesmo nome, layout e padronização do atendimento.

Vemos um gráfico desenhado em uma folha de papel. Imagem ilustrativo do texto sobre empréstimo para abrir franquia.
O investimento em franquias é uma das formas mais seguras.

Nesse sentido, dentro do mercado brasileiro, os empreendedores encontram 11 opções de segmento de franquias para investir. Estão como os mais tradicionais o setor de alimentação, casa e construção, serviços, saúde, beleza e bem-Estar.

Entre os mais novos, estruturados a partir das tendências do mercado, estão o de comunicação, informática e eletrônicos.

Como comprar uma franquia barata?

Se você está pensando em pegar empréstimo para abrir franquia deve analisar bem em qual negócio irá investir seu capital.

Nesse sentido, estudar bem as várias opções, entender que é mais seguro investir em uma franquia mais barata caso você não tenha tanto capital para investir. Isso diminui seus riscos e não prejudica suas finanças pessoais.

Por isso, deve estudar os diversos tipos de franquias disponíveis no mercado e entender quais são as despesas de um empreendimento desse.

Dessa forma, o empreendedor deve conhecer as várias opções do mercado, os nichos de atuação que mais estão em evidência ou que possibilitam maior lucratividade.

Enfim, abrir uma franquia é um processo que exige cuidado para que o sonho do empreendedor não vire um pesadelo.

Empréstimo para abrir franquia: quanto financiar?

A porcentagem a ser financiada para abertura de uma franquia vai depender da capacidade de geração de caixa do negócio.

Em outras palavras, será de acordo com quanto a franquia poderá gerar de resultado após apurar as receitas e recebimentos com vendas. Dessa forma, é importante deduzir todos os desembolsos e gastos da franquia: despesas fixas, impostos, estoque e outros custos.

Com isso, é possível estimar o valor que será destinado para abatimento da dívida. É importante saber que o cálculo do investimento em uma franquia é feito pela soma:

  • Da taxa de franquia;
  • O custo das instalações e equipamentos;
  • Capital de giro.

Por exemplo, as franqueadoras devem apresentar estes valores na Circular de Oferta de Franquia (COF). No documento, também devem constar informações sobre os controles com o objetivo de determinar o capital de giro necessário em cada modelo de franquia.

Nesse sentido, evitar franquias mais caras como aquelas voltadas para shopping, que exigem maior investimento com estrutura e reformas.

Enfim, preparamos um material com tudo o que você precisa saber antes de abrir uma franquia. Explicamos sobre os setores disponíveis e como saber qual é o mais indicado para você, além de informar como uma franquia funciona. Acesse clicando abaixo!

E-book "Tudo que você precisa saber antes de abrir uma franquia".

Tente financiar com o franqueador

É essencial conversar com a franqueadora antes de tomar qualquer decisão sobre pegar um empréstimo para abrir uma franquia. Muitas redes franqueadas contam com programas de linhas de crédito pré-aprovadas com financiadoras.

Essa facilidade ajuda bastante o franqueado no processo de aquisição e abertura da nova unidade. Nesse sentido, as taxas podem ser menores, pois é mais seguro para as franqueadoras, que ficam com a unidade como garantia do pagamento da dívida.

Muitas redes de franquias trabalham, como estratégia de expansão, com alguns recursos voltados unicamente para financiamento de novas unidades de franquias. Uma das principais facilidades de financiamento é a taxa de franquia.

Essa taxa se refere a um valor que deve ser pago pelo novo franqueado após a assinatura do contrato de franquia. É um valor fixo e único, voltado para o direito de uso da marca pelo franqueado.

Desse modo, essa taxa faz parte de alguns dos valores que devem ser pagos para a abertura da unidade. A taxa de franquia deve estar descrita, de forma explícita, na COF. Este é o principal documento que legaliza a relação entre franqueador e franqueado.

Por isso, ao tentar financiar a taxa de franquia, o empreendedor poderá facilitar o comprometimento com o sucesso do negócio. É possível dividir o risco entre franqueado e franqueador, além do empreendedor obter taxas de juros subsidiadas e outras condições.

Para se informar sobre o que você precisa se atentar na Circular de Oferta de Franquia, assista nosso conteúdo especial!

Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas

Este é um dos programas criados com o objetivo de beneficiar quem busca empréstimo para abrir franquias. O programa foi estruturado em parceria com o Sebrae, que entra como avalista do investidor nas linhas de crédito.

Assim, essa facilidade reduz as taxas de juros cobradas na concessão dos empréstimos aos novos franqueados. Da mesma forma, é importante dizer que a avaliação do crédito a ser liberado será feito por uma instituição financeira.

Desse modo, tem-se certeza de que o credor terá condições suficientes para arcar com as despesas do empréstimo. As análises são importantes para a segurança do franqueado e, também, para evitar que dívidas sejam feitas sem necessidade.

Passos para preparar antes de pedir um empréstimo para abrir franquia  

Você percebeu que é preciso ter alguns cuidados na hora de buscar por um empréstimo, certo? Por mais que tenha opções possíveis, é preciso ter atenção e um planejamento criterioso para não perder o controle de suas finanças e nem atrapalhar o desenvolvimento do seu negócio.

Veja aqui passos importantes para tomar antes mesmo de buscar pela alternativa do empréstimo.

1. Escolha o modelo menos complexo para atuar

Advertisement

Ao optar por uma franquia, você dá um passo importante e descomplica os processos de abertura de empresa. Isso porque, além de tudo, ao necessitar de um empréstimo, o que você menos vai precisar é de burocracias e dificuldades para desenvolver o seu negócio.

Por essa razão, decidir pelas franquias será uma forma de agilizar o processo e começar a trabalhar logo de cara, dependendo do modelo escolhido.

Facilitar esse processo adianta muito o seu método de trabalho. Depois, assim quer receber o aporte necessário para comprar a sua franquia, já poderá começar o seu trabalho.

2. Busque sempre alcançar suas metas

Metas são objetivos que vão levar o seu empreendimento ao resultado. Por isso, acompanhe o planejamento de sua franquia e busque sempre alcançar as metas necessárias para chegar ao ponto previsto.

Vemos um empresário ao fundo e um gráfico em primeiro plano.
O sucesso do empreendimento está em buscar sempre o melhor.

Não deixe pra cumprir apenas o que foi previamente estabelecido e busque metas possíveis. Mas pense sempre que é possível mais. Logo, estará realizando uma espécie de treino para ficar constantemente em dia com os resultados.

Em outras palavras, serão eles que vão levar você ao bom desempenho do negócio.

3. Tenha sempre proatividade à frente do seu negócio

Seja atuante e mostre vontade de crescer. Veja seu negócio como o dono. Desse modo, o futuro será cumprir com seus objetivos e se tornar um empreendedor de sucesso.

Afinal, o objetivo de todo empreendedor que busca crescer é ter um desempenho positivo à frente do negócio que escolheu realizar.

Então, atente-se e cuide de tudo com dedicação. Por fim, você será mesmo mais um investidor de sucesso no franchising.

Vantagens de pegar um empréstimo para abrir uma franquia

Por mais que um empréstimo seja uma despesa a mais no orçamento, ele pode ser a alternativa mais viável para quem deseja empreender. Principalmente para quem não tem o aporte financeiro suficiente para começar.

Contudo, é preciso ter cautela com as opções de empréstimo oferecidas no mercado. Ao mesmo tempo, empreendedores têm algumas vantagens na adesão de empréstimos junto aos bancos, por exemplo, a opção de negociar quanto tempo de prazo para pagar.

Isso garante a chance de abrir o seu negócio e, ao mesmo tempo, conseguir cumprir com suas obrigações. Muitas vezes o medo de arriscar faz com que as pessoas deixem de realizar o sonho do negócio próprio. Mas você sabia que o empréstimo pode ser um investimento?

Dessa forma, é possível ter vantagens mesmo na hora de pegar um dinheiro emprestado para iniciar um empreendimento. Confira!

Opção de crédito mais acessível

Vemos uma pilha de moedas e um relógio ao fundo.
Os empréstimos variam muito de banco para banco.

Existem opções de empréstimo para empreendedores que podem ser um pouco mais burocráticas e severas nos critérios de avaliação. Porém, é possível obter um empréstimo pessoal em nome de pessoa física para investir no seu negócio.

Assim, os valores e juros, talvez, sejam mais acessíveis do que um crédito para empresa. Mas isso também vai depender do valor necessário para investir no seu negócio.

Ou seja, pode ser que o montante necessário seja menor e o empréstimo pessoal possa resolver a sua necessidade imediata. Dessa forma, será possível adquirir o necessário com menos dificuldades e demora, do que se optar por um crédito para empresas.

Rapidez de atuação

Em um negócio do zero, você teria que realizar todo o processo de abrir a empresa, idealizar o empreendimento, organizar materiais e colocar em prática.

Já nas franquias, o que você vai realmente precisar para agilizar o seu negócio é a disponibilidade financeira para pagar todas as taxas e colocar a mão na massa o mais rápido possível.

Por isso, se o seu problema for a parte financeira, o empréstimo pode iniciar a sua idealização. Assim, após comprar a sua franquia, ela já é montada por completo seguindo o planejamento do negócio e você entra com a garra e a força de vontade de trabalhar.

Avalie a condição para MEIs

Como falamos anteriormente, é possível que a modalidade de crédito para Microempreendedores Individuais (MEI), nem sempre seja favorável. De toda forma, vale uma análise junto aos credores.

Porém, se você já é um MEI, confira as condições que o mercado oferece e avalie se entre elas o crédito pessoal é realmente mais eficiente para o que você está buscando.

Talvez a modalidade tenha taxas menores e um prazo mais prolongado, o que permite uma taxa mensal menos pesada para cumprir até o fim do contrato.

Menos burocracias na comprovação de dados

Do mesmo modo, se você optar por um empréstimo pessoal, em vez de um empréstimo para empresa, não será necessário levar o plano de negócios para comprovar o seu empreendimento.

Até porque, se o seu objetivo for pegar o empréstimo para comprar uma franquia, terá mesmo que providenciar um planejamento próprio. Ao contrário de um empréstimo pessoal, em que você precisará da sua documentação para solicitar o valor.

5 cuidados antes de pegar empréstimo para abrir sua franquia

Vemos uma pessoa usando uma calculadora e um computador. Imagem ilustrativo do texto sobre empréstimo para abrir franquia.
É preciso analisar bem antes de pegar um empréstimo para investir em uma franquia.

A opção de escolher um crédito pessoal para abrir o seu negócio não é isenta de riscos. Em nenhuma situação você estará livre disso.

Porém, o que difere a sua forma de agir nesse sentido é a atenção antes de escolher que tipo de crédito irá solicitar.

Por exemplo, no caso do empréstimo pessoal, vamos mostrar algumas dicas que podem amenizar esses riscos diante de uma abertura de crédito pessoal.

1. Manter o nome de pessoa física (PF)

Caso peça um empréstimo pessoal para pagar sua empresa e deixar de arcar com as parcelas, você não perderá o seu negócio. Porém, o seu nome será negativado no mercado.

Nesse sentido, todos os seus bens pessoais podem ser colocados em jogo, servindo como garantia para o pagamento do acordo. Mas isso depende da modalidade de empréstimo que você vai escolher.

Assim, caso feche o seu empréstimo com garantia, bens como automóveis, imóveis, podem ser tomados para suprir os débitos como prova de pagamento.

2. Escolher a opção de menores custos  

Vale sempre reforçar que o empréstimo para pessoa física tem encargos bem menores. Se o seu modelo de negócio é uma opção mais acessível, e você tem pouca disponibilidade de investimento, essa certamente será a opção mais favorável para solicitar.

Essa deve ser mesmo a melhor opção, ainda mais se o seu objetivo é uma franquia mais enxuta e de modalidade home office.

3. Siga o plano de negócios com firmeza

No caso de um empréstimo pessoal, não será necessário o plano de negócios para comprovar para que deseja o empréstimo. Porém, ele é fundamental na hora de executar o seu trabalho à frente de sua franquia. Por isso, atente-se ao planejamento da franqueadora e execute-o com atenção para que os resultados possam fluir.

Assim, é possível ter bons resultados o quanto antes, sem preocupações para o pagamento do empréstimo ao longo do tempo.

4. Faça um bom planejamento financeiro

Realizar um bom planejamento financeiro, antes mesmo de iniciar o seu processo de franqueamento, é extremamente importante. Ainda mais se no seu caso for necessário solicitar um empréstimo.

Imagine que sem esse planejamento não terá controle sobre seus gastos, investimentos e ganhos. Assim, perderá totalmente o controle de desempenho do seu negócio, podendo resultar em grandes problemas.

Vemos algumas moedas de um pote espalhadas sobre uma mesa. Imagem ilustrativo do texto sobre empréstimo para abrir franquia.
Bancos públicos e privados contam com programas específicos para o setor.

Por isso, ter esse controle faz com que você evite o endividamento, prejudicando a saúde financeira do seu negócio. Avalie tudo com cautela e se organize pensando sempre no futuro.

5. Planeje o valor adequado para financiar

Uma recomendação importante que precisa ser feita é do valor do seu empréstimo que não deve ultrapassar a média esperada. Portanto, ele não irá interferir no seu desenvolvimento financeiro.

Para que isso não interfira no seu desenvolvimento e na rentabilidade e lucratividade do seu negócio, esse valor não deve ultrapassar os 20% da sua renda anual.

Por fim, essa é uma forma de não comprometer o seu orçamento e evitar transtornos.

Empréstimo para abrir franquia: onde conseguir?

Anteriormente, mostramos que é possível buscar por opções de empréstimo pessoal para investir um valor menor no seu empreendimento.

Lembrando que essa alternativa pode ser possível se o seu objetivo for um investimento baixo em franquias mais acessíveis, como as de home office, por exemplo.

Porém se o seu objetivo for um investimento maior, mais robusto, será necessário buscar por linhas de crédito maiores e que atendam a sua necessidade de um empréstimo empresarial. Embora sejam mais burocráticos, são os recomendados para esses casos.

Em bancos públicos e privados existem alguns programas de linhas de crédito. Muitos são voltados para quem deseja investir em franquias. Nos bancos públicos, as opções são:

Programa BB Franquia

Do Banco do Brasil, o BB Franquias é voltado para apoiar as empresas de todos os segmentos do franchising brasileiro. O Programa é um convênio assinado entre a franqueadora e o banco, no qual as unidades franqueadas têm acesso a produtos e serviços.

Entre os benefícios que o banco oferece estão linhas de crédito para capital de giro, financiamentos para investimentos entre outras soluções voltadas para as franquias.

Em seguida, os conveniados encontram maior agilidade no fluxo de contratação de operação para financiamentos.

Programa CEF Franquia

Este programa é da Caixa Econômica Federal, e oferece recursos para capital de giro e antecipação de receitas. O franqueado também pode financiar investimentos, convênios, seguros e até previdência.

Assim, com a aprovação do plano de negócios pelo banco, o franqueado pode conseguir financiamento para investimento fixo ou para o capital de giro. Estes são recursos importantes para a implantação de uma nova unidade franqueada.

Vemos uma pessoa em seu computador enquanto analisa alguns gráficos.
O investidor deve ficar atento às taxas e condições de pagamento dos empréstimos.

O banco ainda oferece algumas facilidades, como taxas de juros a 5% ao ano, além da variação da taxa de juros de longo prazo. O teto de financiamento é de R$ 400 mil e o percentual máximo financiado gira em torno de 30% a 60%.

Financiamento Santander para abrir franquia

O Santander também é um dos bancos que oferecem linhas de crédito voltadas para franquias. No banco, o empreendedor encontra financiamento de até 50% do valor total do investimento conforme o plano de negócios da franquia.

Além disso, o valor pode ser parcelado em até 48 prestações mensais e carência de até 6 meses para pagamento da primeira parcela.

Por fim, o empréstimo pode ser usado para abrir uma nova unidade de franquia, compra de unidade (repasse), trocar layout, comprar equipamentos, fazer ampliações ou modernizações.

Linha de crédito BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ( BNDES), possui linha de crédito específica para o financiamento de franquias.

Porém, esta modalidade de empréstimo passa pelo franqueador, não indo direto para os empreendedores.

Nesse sentido, é o franqueador que atua junto ao banco para viabilizar o crédito para os franqueados, com suporte dos agentes financeiros credenciados.

Empréstimo Bradesco

O Bradesco oferece linhas de crédito para diferentes momentos da franquia, como para a aquisição de novas unidades, repasse de franquia, expansão da marca, entre outros tipos de negócios.

Então, o empreendedor precisa saber se a franquia na qual ele pretende investir é parceira do banco para que ele possa viabilizar o empréstimo.

Crédito Banco do Nordeste

O Banco do Nordeste trabalha com uma linha atrativa com baixa taxa de juros para os empreendedores investirem em franquias.

Nesse sentido, o banco financia até 100% dos valores investidos para a implantação, expansão, modernização e relocalização de empreendimentos, incluindo aquisição de máquinas, equipamentos e veículos, capital de giro associado e taxa de franquia.

Por fim, o franqueado tem até 12 anos para pagar, incluídos até 4 anos de carência, de acordo com o investimento a ser realizado.

Financiamento Desenvolve SP

Imagem de duas mãos sobre um contrato assinando o documento. Imagem ilustrativo do texto sobre empréstimo para abrir franquia.
O empreendedor precisa analisar bem antes de fechar o empréstimo.

O projeto do Banco Desenvolve SP para as franquias permite o financiamento de investimento para compra e expansão de franquias. Além disso, o financiamento conta com um prazo de até 10 anos para o empreendedor quitar a sua dívida.

Empréstimo Itaú

O Banco Itaú não tem uma linha de crédito exclusiva para franquias, mas conta com empréstimos voltados para empreendedores.

Nesse sentido, o franqueado consegue financiamento para capital de giro, investimentos na unidade, entre outras possibilidades.

Cuidados no empréstimo para abrir franquia

Ao realizar um empréstimo para abrir franquia, é importante que o empreendedor não comprometa mais do que um terço do caixa gerado na operação.

Por isso, antes de tomar qualquer decisão de realizar financiamentos para abertura de um negócio, o empreendedor precisa analisar o mercado. É também essencial estudar todas as possibilidades para abatimento do empréstimo. Alguns cuidados são essenciais, como:

  • Realizar uma pesquisa de mercado para entender o comportamento da franquia;
  • Entrar em contato com associações de classe para entender mais sobre o mercado e condições de crédito (Associação Comercial, ABF e Sebrae são algumas das opções);
  • Preparar um plano de negócio com perspectivas de curto, médio e longo prazo para a franquia.

Outra dica é capitalizar somente o valor exigido para investimento inicial e para o capital de giro.

Não é indicado pedir um valor de crédito acima do necessário para abertura de um negócio. Isso porque, as despesas extras podem sair do planejado e a tomada de crédito se tornaria uma dor de cabeça.

Seja um negócio do zero ou um modelo de franquia, empreender é um trabalho que merece muita dedicação. Mais importante que isso, é uma tarefa que precisa ser feita com muito preparo e conhecimento.

Mas é possível empreender tomando todos os cuidados para se destacar nesse segmento, que é muito vantajoso, principalmente para novos empreendedores. Logo, caso queira saber mais sobre o assunto, leia o conteúdo: “Como obter financiamento para franquia”.

Ainda, confira aqui um conteúdo com muitas opções de franquias baratas que não exigem tanto capital, e diminui sua necessidade de empréstimo. Lembre-se que a hora de lucrar é agora!

Advertisement
Advertisement